Publicidade

X
VILA MARIANA

Coluna do Nastri: Vila Mariana é o bairro com mais prédios sustentáveis do País

Outros bairros que se destacam em levantamento da Fundação Vanzolini são Tatuapé, Lapa, Chácara Santo Antônio, Perdizes e Vila Madalena

Publicidade

: Vista do alto da rua João Luis Vivez na Vila Mariana / Simon Plestenjak/Folhapress

A certificação de sustentabilidade franco-brasileira AQUA-HQE no Brasil aplicada pela Fundação Vanzolini é uma das principais metodologias internacionais usadas para avaliar e atestar o desempenho ambiental das construções mundo afora. O mais interessante é que, nesse quesito, a cidade de São Paulo está muito bem posicionada. Inclusive, o bairro Vila Mariana, possui 23 edifícios construídos ou em construção que já receberam o certificado e hoje é o bairro com mais prédios sustentáveis do País. Além disso, a região pode ser considerada uma das mais bem qualificadas nesse aspecto. Outros bairros da cidade se destacam no levantamento feito pela Fundação Vanzolini, são eles o Tatuapé, em segundo lugar com 16 prédios sustentáveis; em terceiro, a Lapa e a Chácara Santo Antônio ambas com 11 cada; na sequência Perdizes com 8; e Vila Madalena, Vila da Saúde, Jaguaré e Campo Belo com 6 cada.

Registro Geral do Animal

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio da Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap), lançou o Registro Geral do Animal (RGA) em versão eletrônica. O documento, que é obrigatório por Lei na cidade de São Paulo desde 2001, foi digitalizado pela equipe de Transformação Digital da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT). O RGA funciona como uma carteira de identidade para bichos de estimação e é emitido para cães e gatos com idade superior a três meses. O documento, timbrado e numerado, apresenta, além dos dados do animal, os dados do tutor. O animal registrado recebe uma plaqueta com o número do registro correspondente e deve usá-la permanentemente presa à coleira.

Empreendimentos na Cracolândia

As Promotorias de Justiça do Meio Ambiente e a de Habitação e Urbanismo da Capital obtiveram liminar que suspende o processo administrativo para a construção de empreendimentos nas quadras 37 e 38 do bairro Campos Elíseos, área também conhecida como Cracolândia, no centro de São Paulo. No local, segundo o Ministério Público, a Prefeitura de São Paulo pretende, por meio de PPP (parceria público-privada), construir, com o Estado, unidades habitacionais após a demolição das construções já existentes. Os promotores afirmam que "as iniciativas da prefeitura na região, com a desapropriação de imóveis, provocaram danos ao patrimônio histórico e cultural".

Pesquisa Cesta Básica

Levantamento mensal feito pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) revela queda de 0,44% no valor da cesta básica do paulistano. O preço médio que em 30 de setembro era R 1.094,80 passou para R 1.089,93 em 29 de outubro. O grupo Limpeza apresentou variação positiva de 1,31%; Higiene Pessoal e Alimentação tiveram queda de, respectivamente 0,79% e 0,52%. A variação no ano é de 8,14% (base: dezembro/20). A pesquisa aponta ainda que de outubro do ano passado - quando o preço da cesta era de R 949,98 - para outubro desse ano o aumento foi de 14,73%.

Contatos para esta coluna [email protected]

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ELETROMOBILIDADE

Cidade de SP terá mais 50 ônibus elétricos até o final do ano

Os veículos foram adquiridos pela empresa Viação Metrópole Paulista, que atua nas zonas Leste e Sul da Capital

OPORTUNIDADE

Cate-SP tem 700 vagas de emprego com inscrições até quarta-feira

As candidaturas podem ser realizadas pela internet ou presencialmente nas unidades do Cate da Capital

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software