Publicidade

X
EM DESTAQUE

Prefeito de SP sanciona lei que transforma Praça Princesa Isabel em parque

Medida visa a proteção do patrimônio ecológico, a preservação do meio ambiente e a revitalização do centro histórico

Publicidade

Operação na Praça Princesa Isabel / Danilo Verpa/Folhapress

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, sancionou a lei que transforma a Praça Princesa Isabel, na região central da cidade, em parque municipal. Ou seja, a praça vai passar a contar com grades e portões. O local abrigou a chamada cracolândia durante algum tempo neste ano, após a migração dos usuários para outros pontos da região central da capital paulista. A medida é uma reivindicação antiga da população da região e visa a proteção do patrimônio ecológico, a preservação do meio ambiente e a revitalização do centro histórico. O local também conta com um monumento em bronze em homenagem a Duque de Caxias. A estátua to mede 48 metros de altura e é considerada o maior monumento equestre do mundo.

Investimentos na polícia

Em ano de eleição, o governador Rodrigo Garcia anunciou nesta quarta-feira (15) um investimento de R$ 110,7 milhões na Polícia Civil. Os recursos estaduais serão usados na modernização de 27 distritos policiais na Capital e aquisição de mais de 17 mil armas e coletes balísticos. “São mais de 12,5 mil pistolas que se somam a coletes balísticos e uma série de instrumentos para que a polícia de São Paulo continue sendo a mais equipada do Brasil. A Polícia Civil tem papel fundamental na identificação de criminosos e investigação de grandes quadrilhas do crime organizado”, disse o governador.

Educação

O Governo de São Paulo autorizou a realização de concurso público para contratação de mais de 2,7 mil professores e servidores administrativos para atuar em Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado, administradas pelo Centro Paula Souza (CPS). No total, serão contratados 993 professores de Ensino Médio e Técnico, 594 docentes de Ensino Superior, 887 agentes técnicos e administrativos, 227 bibliotecários e 6 especialistas em planejamento educacional. Foi autorizado, ainda, o aproveitamento de 80 vagas de professores remanescentes de concursos anteriores.

Banheiros públicos

A Prefeitura de São Paulo publicou novamente o edital do projeto de concessão de 200 sanitários e bebedouros públicos. O projeto prioriza a instalação de sanitários em locais movimentados, como pontos turísticos, equipamentos públicos e áreas com elevada densidade demográfica, visando atender a um grande contingente populacional. De acordo com a gestão municipal, “o parceiro privado que se sagrar vencedor do certame terá como obrigação a instalação, limpeza, manutenção e operação das estruturas ao longo de 15 anos”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

OPORTUNIDADE

Cate-SP tem 700 vagas de emprego com inscrições até quarta-feira

As candidaturas podem ser realizadas pela internet ou presencialmente nas unidades do Cate da Capital

SEGURANÇA PÚBLICA

Taxa de homicídios no estado de SP é a mais baixa da história

Pela primeira vez, Segurança Pública do Estado registra índice menor que 6 ocorrências por 100 mil habitantes nos últimos 12 meses

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software