últimas notícias
Bruno Hoffmann
Coluna
As medidas foram anunciadas pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, na última quinta (19)
As medidas foram anunciadas pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, na última quinta (19)

Prefeitos da Baixada Santista se unem contra Covid-19

Na quinta-feira (19), os prefeitos das nove cidades da região anunciaram medidas contra a pandemia do coronavírus

Os prefeitos das nove cidades da Baixada Santistas decidiram na quinta-feira (19) tomar uma série de decisões conjuntas para tentar evitar a disseminação do coronavírus no litoral paulista. Coube ao prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), anunciar as medidas: fechamento de shoppings, academias, casas noturnas e igrejas; restrição de acesso às praias e funcionamento de rodoviárias; impedimento de novos hóspedes em hotéis e similares; entre outras. “Nós não queremos a todo momento divulgar medidas proibitivas, restritivas. Contamos com a conscientização da população”, disse o prefeito de Santos. Até esta sexta-feira (20), havia somente um caso confirmado de Covid-19 na Baixada.

Álcool gel.
O governo de São Paulo e a Associação Paulista de Supermercados (Apas) fizeram um acordo para que parte dos supermercados do Estado passem a vender álcool gel a preço de custo aos consumidores a partir da próxima segunda-feira (23). “Não haverá nenhum valor adicional”, garantiu o governador João Doria (PSDB). O produto é um dos principais itens recomendados por autoridades de saúde para prevenção e combate ao novo coronavírus. A medida não abrange o álcool gel vendido em farmácias.

Aeroportos.
A gestão Doria anunciou que irá zerar as tarifas de aeroportos do Interior para empresas áreas por 90 dias. A medida vale para aeroportos administrados pelo Estado. O setor aéreo é um dos mais afetados pela pandemia de coronavírus.

Câmara de SP.
A Câmara Municipal de São Paulo suspendeu as sessões ordinárias e as reuniões das comissões por 15 dias a partir de quinta-feira (19), renováveis por mais dois períodos iguais. As atividades dos vereadores, no entanto, não serão paralisadas. Os projetos que tratarem de medidas sobre Covid-19 serão deliberados por meio do sistema virtual.

Alesp.
A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de São Paulo vai suspender por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (23) as sessões ordinárias da Casa. Segundo a assessoria da Alesp, um comitê virtual de crise será instituído com a Mesa Diretora e os líderes partidários para acompanhamento e eventual deliberação de ações que dependam da atuação do Poder Legislativo. Os deputados em grupos de risco ou com idade superior a 60 anos ficam desobrigados a exercer suas atividades parlamentares. Servidores com mais de 60 anos, gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas poderão executar suas atividades por trabalho remoto.

Anhembi e Pacaembu.
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), determinou a instalação de dois mil leitos no Complexo do Anhembi, na zona norte, e no estádio do Pacaembu, na zona oeste da capital paulista, para atender pacientes de baixa complexidade. A intenção é a de liberar espaço nos hospitais municipais para pacientes com a Covid-19. Desses dois mil leitos, 1.800 serão no Anhembi e os outros 200 serão implementados no Pacaembu.

"Esse senhor tem que sair da Presidência da República"
Janaina Paschoal (PSL), deputada estadual e autora do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, sobre Jair Bolsonaro.

Comentários

Tops da Gazeta

Prefeitos da Baixada Santista se unem contra Covid-19https://www.gazetasp.com.br - De olho no Poder
últimas notícias
Bruno Hoffmann
Coluna
As medidas foram anunciadas pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, na última quinta (19)
As medidas foram anunciadas pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, na última quinta (19)

Prefeitos da Baixada Santista se unem contra Covid-19

Na quinta-feira (19), os prefeitos das nove cidades da região anunciaram medidas contra a pandemia do coronavírus

Os prefeitos das nove cidades da Baixada Santistas decidiram na quinta-feira (19) tomar uma série de decisões conjuntas para tentar evitar a disseminação do coronavírus no litoral paulista. Coube ao prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), anunciar as medidas: fechamento de shoppings, academias, casas noturnas e igrejas; restrição de acesso às praias e funcionamento de rodoviárias; impedimento de novos hóspedes em hotéis e similares; entre outras. “Nós não queremos a todo momento divulgar medidas proibitivas, restritivas. Contamos com a conscientização da população”, disse o prefeito de Santos. Até esta sexta-feira (20), havia somente um caso confirmado de Covid-19 na Baixada.

Álcool gel.
O governo de São Paulo e a Associação Paulista de Supermercados (Apas) fizeram um acordo para que parte dos supermercados do Estado passem a vender álcool gel a preço de custo aos consumidores a partir da próxima segunda-feira (23). “Não haverá nenhum valor adicional”, garantiu o governador João Doria (PSDB). O produto é um dos principais itens recomendados por autoridades de saúde para prevenção e combate ao novo coronavírus. A medida não abrange o álcool gel vendido em farmácias.

Aeroportos.
A gestão Doria anunciou que irá zerar as tarifas de aeroportos do Interior para empresas áreas por 90 dias. A medida vale para aeroportos administrados pelo Estado. O setor aéreo é um dos mais afetados pela pandemia de coronavírus.

Câmara de SP.
A Câmara Municipal de São Paulo suspendeu as sessões ordinárias e as reuniões das comissões por 15 dias a partir de quinta-feira (19), renováveis por mais dois períodos iguais. As atividades dos vereadores, no entanto, não serão paralisadas. Os projetos que tratarem de medidas sobre Covid-19 serão deliberados por meio do sistema virtual.

Alesp.
A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de São Paulo vai suspender por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (23) as sessões ordinárias da Casa. Segundo a assessoria da Alesp, um comitê virtual de crise será instituído com a Mesa Diretora e os líderes partidários para acompanhamento e eventual deliberação de ações que dependam da atuação do Poder Legislativo. Os deputados em grupos de risco ou com idade superior a 60 anos ficam desobrigados a exercer suas atividades parlamentares. Servidores com mais de 60 anos, gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas poderão executar suas atividades por trabalho remoto.

Anhembi e Pacaembu.
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), determinou a instalação de dois mil leitos no Complexo do Anhembi, na zona norte, e no estádio do Pacaembu, na zona oeste da capital paulista, para atender pacientes de baixa complexidade. A intenção é a de liberar espaço nos hospitais municipais para pacientes com a Covid-19. Desses dois mil leitos, 1.800 serão no Anhembi e os outros 200 serão implementados no Pacaembu.

"Esse senhor tem que sair da Presidência da República"
Janaina Paschoal (PSL), deputada estadual e autora do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, sobre Jair Bolsonaro.

Comentários

Tops da Gazeta