últimas notícias
De olho no Poder
Semanalmente, o jornalista Bruno Hoffmann traz uma apuração exclusiva sobre a política paulista.
[email protected]
Carla Zambelli e Danilo Balas
Carla Zambelli e Danilo Balas

Bom Prato: Deputados denunciam Doria por alugar imóvel de aliado por R$ 18 mil

De Olho no Poder: os fatos da política de São Paulo na visão do jornalista Bruno Hoffmann

O deputado estadual Danilo Balas e a federal Carla Zambelli (ambos do PSL) protocolaram nesta semana um pedido de investigação no Ministério Público de São Paulo (MPSP) para apurar possíveis irregularidades a gestão João Doria (PSDB) no programa Bom Prato, destinado a alimentação de pessoas em vulnerabilidade social. Uma reportagem da “Folha” de 30 de novembro apontou que o governo estadual teria alugado sem licitação um imóvel na Cidade Dutra, zona sul da Capital, para instalar uma unidade do programa de segurança alimentar. Só que o espaço pertence a uma empresa de João Batista de Santiago, filiado ao PSDB, ex-subprefeito da Capela do Socorro e aliado de Doria. O valor do aluguel é considerado pelos parlamentares acima do preço de mercado: R$ 18,9 mil. Para Balas, os fatos “revelam fortes indícios de malversação de recursos públicos do povo paulista”. Em nota, o governo disse que o espaço foi selecionado com "critérios técnicos e legais” e negou qualquer irregularidade. "O Governo do Estado repudia qualquer ilação leviana e sem lastro na realidade em relação ao Bom Prato”.

São Vicente

As obras de recuperação da Ponte dos Barreiros, em São Vicente, no litoral sul paulista, devem estar concluídas até julho de 2022, segundo a prefeitura. Uma equipe da deputada Rosana Valle (PSB) visitou o local recentemente e constatou, também, que em breve as equipes de trabalho vão iniciar a recuperação de uma antiga ligação ferroviária no local, que vai permitir a chegada do VLT da Baixada Santista para a área continental de São Vicente.

Sem mudanças

Em tempo: após informações recebidas por esta coluna de que Rosana Valle poderia estar de mudança para o PL, o mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, a assessoria da parlamentar negou que haja qualquer negociação nesse sentido. “Não procede essa informação”, resumiu a assessoria à coluna.

Com mudanças

O vereador paulistano Thammy Miranda decidiu sair o PL após a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao partido. "A gente tem ideias diferentes, além de que já sofri ataques pessoais de membros da família do presidente, inclusive contra meu filho quando ainda era recém-nascido”, revelou. Após contato da coluna, Miranda garantiu que ainda não está fechado com qualquer outra legenda. “O meu foco é trabalho, dar continuidade no que estamos construindo de positivo, independente de partido. No tempo certo, eu penso nisso”, disse.

Atividade Delegada

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) decidiu que vai analisar em regime de urgência o projeto de lei que permite a inclusão dos profissionais da Polícia Civil na chamada Atividade Delegada - convênio entre Estado e município que permite aos policiais militares trabalharem em seus dias de folga. Atualmente, apenas profissionais da Polícia Militar podem atuar na Atividade Delegada. “[Em caso de aprovação] A população paulista terá mais segurança com um número maior de policiais”, celebrou Delegado Olim (PP), o autor da proposta.

Comentários

Tops da Gazeta