últimas notícias
Espaço do bicho
Médico Veterinário e especialista em cirurgia plástica e reconstrutiva, Dr. Edgar toda semana aborda um tema diferente no espaço do Bicho.
[email protected]
vacina contra gripe para cães
vacina contra gripe para cães

Vacinas contra gripe para cães

Empresa lançou no mercado brasileiro a vacina contra gripe (tosse dos canis) de via oral, uma iniciativa muito importante para combater a gripe nos cães

No mês de março deste ano a Zoetis lançou no mercado brasileiro a vacina contra gripe (tosse dos canis) de via oral, uma iniciativa muito importante para combater a gripe nos cães, que a partir deste mês começam a ocorrer com maior frequência e contágio. Esta grande novidade, a Vanguard B oral é uma vacina atenuada de Bordetella bronchiseptica, indicada para uso a partir de 8 semanas de idade, tanto como as outras vacinas contra gripe, como auxiliar na prevenção das doenças respiratórias caninas. Oferece a proteção pelo período de 1 ano. Leva vantagem sobre as outras vacinas contra gripe pela facilidade de aplicação.
Outra opção da Zoetis é a Bronchi-Shield III, uma vacina de aplicação intranasal, que protege o cão contra Bordetella bronchisepica, Adenovirus Canino tipo 2 e a Parainfluenza Canina, portanto mais completa que a vacina oral e a injetável.
A terceira opção oferecida pela Zoetis é a vacina injetável BronchiGuard, contra Bordetella bronchiseptica, a mais antiga das três opções de vacina contra gripe.
Fatores ambientais tais como frio, disposição do canil e umidade do ambiente aumenta a suscetibilidade à doença. Os sintomas da “tosse dos canis” são: uma tosse severa e seca, que é agravada pela atividade ou excitação. O auge da tosse é acompanhado de vômito e esforço na tentativa de expelir pequena porção de muco da traqueia. A temperatura corpórea pode ser elevada, devido à invasão bacteriana secundária. Os sintomas mais severos são notados de 2-5 dias após a infecção.
Em determinadas situações de maior risco de exposição do cão, tais como: acasalamento, exposições e competições em geral, são indicados um reforço adicional ou a revacinação anual poderá ser feita 2 a 4 semanas antes dos eventos que se pretende participar.

Comentários

Tops da Gazeta