últimas notícias

Nilson Regalado

A vitamina C, presente nas frutas cítricas, é um potente antioxidante que diminui o dano celular e mantem a imunidade em alta
A vitamina C, presente nas frutas cítricas, é um potente antioxidante que diminui o dano celular e mantem a imunidade em alta
Foto: 3dconceptsman

Proteja-se consumindo alimentos que reforçam a imunidade

Na guerra contemporânea que a humanidade trava contra inimigos invisíveis, velhos aliados podem ser decisivos na estratégia de defesa

Na guerra contemporânea que a humanidade trava contra inimigos invisíveis, velhos aliados podem ser decisivos na estratégia de defesa. Para reforçar o sistema imunológico, nutricionistas da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento sugerem o aumento do consumo de alimentos probióticos e ricos em vitaminas A, C e E. Outro nutriente que completa esse arsenal é o zinco.

A vitamina C, presente principalmente nas frutas cítricas, é um potente antioxidante que diminui o dano celular e mantem a imunidade em alta. Para suprir as necessidades diárias mínimas dessa vitamina (60mg/dia), é necessário ingerir aproximadamente 200g, equivalente a duas frutas cítricas de porte médio por dia.

Essa quantia fica fácil quando se consome laranjas ou tangerinas, porém se torna mais difícil em relação aos limões. Por isso, recomenda-se a inclusão dos limões no tempero de saladas e nos sucos. Depois de lavadas, as cascas podem ser raladas e colocadas em receitas de bolo, pudim, mousse, tortas, conferindo sabor e aroma agradáveis.

Outro nutriente muito importante no fortalecimento das células de defesa é a vitamina A, encontrada em alimentos vermelhos e alaranjados como a cenoura, abóbora, manga e tomate. A vitamina E protege as células contra substâncias tóxicas e fortalece a função imunológica. Castanhas, amendoim, sementes de girassol e vegetais verde escuros são ricos neste nutriente.

O zinco é fundamental para o fortalecimento do sistema imunológico. Ele é encontrado principalmente em carnes, laticínios, frutos do mar e cereais. O consumo de probióticos, como o iogurte, contribui para o equilíbrio da microbiota intestinal e auxilia as células de defesa no combate a infecções.

A boa hidratação também é essencial para manter a imunidade em alta. A recomendação é ingerir dois litros de água por dia. Aliar boa alimentação com hábitos saudáveis é imprescindível para o bom funcionamento do sistema imunológico e, consequentemente, para prevenção de doenças. Portanto, mantenha o sono em dia, pratique exercício físico e controle o estresse.

Duas novas ameaças...
Duas novas espécies de vírus foram identificadas no sangue de pacientes com sintomas semelhantes aos da dengue ou da zika. Um dos microrganismos pertence ao gênero Ambidensovirus e foi encontrado em amostra coletada no Amapá. O outro, presente em amostra do Tocantins, pertence ao gênero Chapparvovirus.

...descobertas no Brasil...
O que mais surpreendeu os cientistas foi o fato de que o vírus descoberto em humanos no Amapá só havia sido encontrado até então em insetos, crustáceos e outros invertebrados, jamais em mamíferos.

...intrigam os infectologistas.
Espécies diferentes do vírus detectado no Tocantins já haviam sido descritas em mamíferos, mas nunca em humanos. Os resultados da pesquisa apoiada pela Fundação de Amparo À Pesquisa do Estado de SP foram divulgados no início do mês na revista científica Plos One.

Filosofia do campo:
"Todos estes que aí estão atravancando meu caminho… eles passarão. Eu, passarinho!". Mário Quintana (1906-1994), poeta e jornalista gaúcho, in Poeminha do Contra.

Comentários

Tops da Gazeta