últimas notícias
Repórter da Terra
Nilson Regalado traz notícias do campo que influenciam diretamente a vida do consumidor da cidade.
[email protected]
A escassez de fertilizantes no mercado internacional, o que deve aumentar o valor de insumos básicos para agricultura e pecuária
A escassez de fertilizantes no mercado internacional, o que deve aumentar o valor de insumos básicos para agricultura e pecuária

Alimentos vão ficar mais caros em 2022 por falta de adubo; culpa é de Temer e Bolsonaro

O motivo é a escassez de fertilizantes no mercado internacional, que deve se agravar ainda mais neste ano

O consumidor brasileiro, especialmente os mais pobres, deverá enfrentar uma nova escalada no preço dos alimentos a partir do meio do ano. O motivo é a escassez de fertilizantes no mercado internacional, o que deve aumentar o valor desses insumos básicos para agricultura e pecuária. China e Rússia, que são grandes fornecedores globais, têm limitado suas exportações para garantir o suprimento interno. O dólar valorizado frente ao real e a alta nos preços do petróleo também interferem no custo dos fertilizantes. O Brasil importa quase todo adubo que utiliza em suas lavouras...

E essa dependência cresceu nos governos Temer e Bolsonaro porque ambos decidiram privatizar o setor de fertilizantes da Petrobrás, que produzia esses insumos no Paraná, na Bahia e no Sergipe. A estatal também construía outra fábrica no Mato Grosso do Sul. Com as três unidades em funcionamento, a Petrobrás produzia perto de quatro mil toneladas por dia e o Brasil importava 73% do adubo que consumia. Em 2020, importamos 100% e em 2021 esse índice beirou os 85%.

Em 2008, o Departamento Nacional de Produção Mineral mapeou todas as jazidas de fósforo e potássio existentes no País. Junto com o nitrogênio, esses minerais são a matéria-prima dos fertilizantes. A ideia era ampliar a participação da Petrobrás no setor. Desde 2015, a Federação Única dos Petroleiros vem alertando sobre a importância estratégica das fábricas da Petrobrás e sobre o risco de desabastecimento.

Agora, diante da crise no setor, Bolsonaro deverá propor uma corrida pela mineração em terras indígenas como solução para suprir o mercado interno...

Como as compras são feitas com antecedência, as safras a serem colhidas agora no verão não foram tão afetadas pela escassez de fertilizantes. Porém, a partir do meio do ano, lavouras como milho, feijão, batata e trigo devem ser as mais afetadas. O Brasil é o maior exportador mundial de café, soja, carnes e suco de laranja, além de importante fornecedor de milho, açúcar e arroz, o que vem garantindo superávits sucessivos na balança comercial e alguma estabilidade econômica.

Que País vamos...

Pesquisa publicada em dezembro na revista científica European Child & Adolescent Psychiatry revelou que, no Brasil, a chance de um filho repetir a baixa escolaridade dos pais é o dobro da probabilidade de que isso ocorra nos Estados Unidos. Esta herança nefasta também está acima da média da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo de 38 países ricos e emergentes.

...construir em 2022?

Seis a cada dez brasileiros cujos pais não têm o Ensino Médio completo também pararam de estudar antes de concluir essa etapa. Entre os americanos, o percentual cai para 29,2% e na OCDE fica em 33,4%, de acordo com o Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social.

Filosofia do campo:

“Quem não tem jardins por dentro, não planta jardins por fora... Antes que qualquer árvore seja plantada ou qualquer lago seja construído, é preciso que eles tenham nascido dentro da alma”, Rubem Alves (1933/2014), escritor mineiro.

Comentários

Tops da Gazeta