últimas notícias
Em destaque
Por Pedro Nastri - Colaborador
[email protected]
Pedro Nastri é colunista da Gazeta e âncora na Rádio Trianon 740 AM
Pedro Nastri é colunista da Gazeta e âncora na Rádio Trianon 740 AM

Doria dobra ICMS

O jornalista e radialista Pedro Nastri comenta sobre as últimas notícias de São Paulo

Doria dobra ICMS. Para ajustar as contas do Estado de São Paulo em função da pandemia, o governo de João Doria já elegeu quem pagará as contas: os contribuintes e empresários. Recentemente a Secretaria da Fazenda do Estado publicou alguns ajustes que implicarão no aumento da ICMS para diversos setores. Serão centenas de setores impactados com esse aumento do ICMS que chega a até 207%. Veja alguns dos setores que serão impactados: veículos novos e usados, TVs por assinatura, refeições, móveis, saúde e construção. E, segundo o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos, é certo que esse repasse será repassado aos consumidores. Para entender melhor: em 16 de outubro de 2020 o Estado de São Paulo publicou diversas normas alterando a legislação do ICMS, com a finalidade de aumentar a arrecadação.

Mulheres trabalham mais. Uma pesquisa mostra que metade das mulheres cuida dos filhos enquanto trabalha durante o home office. Entre os homens apenas 11,1% disseram acumular as duas tarefas. Ou seja, cuidar dos filhos se tornou mais uma responsabilidade da mulher, que já está normalmente sobrecarregada com os serviços da casa. Por ser uma pesquisa bem ampla sobre home office, ela mostrou ainda que 50% dos entrevistados estão muito satisfeitos com esse modelo de trabalho. Para 42,6%, a produtividade é excelente. E a principal vantagem apontada pelos entrevistados é economizar o tempo normalmente gasto no deslocamento até o trabalho.

Eleições: TSE e as doações de mortos. O TSE identificou cerca 7.000 indícios de irregularidades em R$ 25 milhões pagos a fornecedores ou doados a candidatos às eleições municipais deste ano. Entre os indícios, a Corte aponta que 5 pessoas, que doaram juntas R$ 6.800, constam no Sisobi (Sistema de Controle de Óbitos), responsável por coletar informações de óbitos dos cartórios no País. Outra indicação de irregularidade foi que 3.793 pessoas identificadas como desempregadas fizeram doações a candidatos. Somado, o valor desses aportes chega a R$ 15,9 milhões.

Malha fina. A Receita Federal começou a enviar cartas aos contribuintes que estão com a declaração do imposto de renda na malha fina. A notificação é referente às declarações do exercício 2020, ano-base 2019. Ao todo, quase 335 mil correspondências serão enviadas, no período entre 29 de outubro e 1º de novembro. O envio das cartas tem por finalidade estimular que os cidadãos verifiquem o processo da declaração de IR que fizeram, e ajustem prováveis erros nas informações declaradas. Para verificar a situação da sua declaração, acesse o site receita.economia.gov.br. Ajustes podem ser feitos, e informações adicionais, obtidas.

Comentários

Tops da Gazeta