últimas notícias
Colunista
Por Tenente Coimbra
Tenente Coimbra é deputado estadual em São Paulo pelo PSL
Tenente Coimbra é deputado estadual em São Paulo pelo PSL

Escola cívico-militar: São Vicente é só o começo

O programa vai mudar a realidade da educação pública no Brasil e continuaremos trabalhando para que mais cidades tenham uma escola cívico-militar

Na semana passada, recebemos com muito orgulho a notícia de que São Vicente, na Baixada Santista, terá uma escola cívico-militar no próximo ano. O comunicado foi feito pelo Ministério da Educação (MEC).

Essa conquista é resultado de um intenso trabalho ao lado do prefeito do município, Pedro Gouvêa; do ministro Milton Ribeiro e do diretor do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), tenente-coronel Gilson Passos.

Agora, o próximo passo é definir qual unidade será contemplada pelo programa. As unidades Professor Jorge Bierrenbach Senra, no Jardim Rio Branco; a Professor Lúcio Martins Rodrigues, na Vila Margarida, e a Prefeito José Meireles, no Quarentenário, são analisadas por um grupo de trabalho formado por profissionais da prefeitura e do nosso gabinete.

Depois da decisão, será aberta uma consulta pública para apresentar o programa e esclarecer as dúvidas de pais, alunos, professores e de toda a comunidade escolar, que deverá aprovar a sua implantação por meio de uma votação.

A notícia é recente, mas nossa luta começou bem antes. Em 2019, quando o Pecim foi lançado, consultamos o prefeito sobre a adesão de São Vicente. Após seu apoio, atuamos em conjunto com Brasília para que a cidade fosse contemplada. E assim estamos fazendo com todos os municípios que demonstram interesse em aderir ao programa. Esclarecemos as dúvidas e damos toda a assessoria
necessária.

Antes da cidade vicentina ser selecionada para receber o projeto, Sorocaba já havia sido escolhida. Estamos acompanhando de perto todas as etapas e esperamos que, em breve, o processo seja concluído.

Quando assumi o cargo de deputado estadual, me comprometi em proporcionar melhores condições para professores e alunos no ambiente escolar. E foi isso que me motivou a criar a Frente Parlamentar pela Implementação das Escolas Cívico-Militares no Estado de São Paulo, para apresentar o programa à população e desmistificar as ideias equivocadas sobre o assunto.

Esse excelente modelo de gestão trará muitos benefícios para São Paulo, como já aconteceu em outros estados. A melhora do desempenho dos alunos é comprovada por meio de altas notas no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Enquanto nas escolas tradicionais a média é de 4,94, nos colégios cívico-militares o índice chega a 6,99. Das vinte melhores escolas públicas do país, quatro são militares. Além disso, há considerável redução nos índices de violência escolar.

Sabemos que a educação não se restringe somente à escola, mas ela exerce papel fundamental na formação de um cidadão. É na escola que crianças e adolescentes aprendem a lidar com o respeito ao próximo e a conviverem em sociedade.

A gestão militar tem como objetivo regatar valores, como respeito, disciplina, patriotismo, entre outros, melhorando significativamente a relação entre alunos e professores. Isso muda não só o ambiente escolar, mas todo o entorno.

Acreditamos que o programa vai mudar a realidade da educação pública no Brasil e continuaremos trabalhando para que mais cidades tenham uma escola cívico-militar. Contem conosco!

*Tenente Coimbra é natural de Santos/SP. Foi eleito deputado estadual com 24.109 votos pelo PSL 

Comentários

Tops da Gazeta