últimas notícias
O time já acertou para que o camisa 10 seja uma espécie de embaixador da DAZN
O time já acertou para que o camisa 10 seja uma espécie de embaixador da DAZN
Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net

SPFC cobra marketing por receitas maiores com Dani Alves e Libertadores

A ideia é que o clube tricolor alavanque a sua imagem com Daniel Alves e a participação na Copa Libertadores para conseguir receber cerca de R$ 80 milhões

O São Paulo trabalha para aumentar a sua receita em 2020 e não depender somente da venda de jogadores. Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, o departamento de marketing é uma das apostas do clube para não fechar o próximo ano no vermelho.

A ideia é que o clube tricolor alavanque a sua imagem com Daniel Alves e a participação na Copa Libertadores para conseguir receber cerca de R$ 80 milhões - em 2019, o time do Morumbi deve fechar as contas com cerca de R$ 46 milhões provenientes do setor.

O departamento de marketing é bastante questionado por parte do Conselho Deliberativo. Neste ano, as quedas precoces na Libertadores e na Copa do Brasil prejudicaram a venda de patrocínios. De acordo com relatório da diretoria, uma "variação negativa de R$ 5,8 milhões é representada pela perspectiva de negociação de uma cota de patrocínio na camisa oficial de jogo, fato que não ocorreu até o mês de agosto de 2019".

No mesmo documento que a reportagem teve acesso, o clube deixava claro que uma das esperanças era utilizar a figura de Daniel Alves. Vale destacar que a responsabilidade de encontrar parceiros para ajudar a pagar os custos do jogador, com a venda da imagem do lateral-direito da seleção brasileira, passou para o departamento de futebol.

O time já acertou para que o camisa 10 seja uma espécie de embaixador da DAZN por R$ 5 milhões pelos próximos três anos de contrato. Para o São Paulo fechar tal parceria, o executivo de futebol, Raí, e o gerente da pasta, Alexandre Pássaro, contaram com a ajuda de um colegiado de profissionais de marketing, que também deu suporte na hora de apresentar o projeto para convencer Daniel Alves a atuar no clube do Morumbi.

Com o time já garantido na fase de grupos da Copa Libertadores e o bom relacionamento com o Banco Inter, a expectativa é de que a cota de patrocínio máster da camisa, que vence em abril de 2020, seja renovada com um aumento substancial. Entre todos os patrocínios de uniforme, o time arrecadou aproximadamente R$ 21 milhões em 2019, já na próxima temporada a diretoria pretende alcançar até R$ 41 milhões.

Comentários

Tops da Gazeta