últimas notícias
Pelo menos desde o meio do ano, o Cruzeiro tem encontrado dificuldades para arcar com seus compromissos em dia
Pelo menos desde o meio do ano, o Cruzeiro tem encontrado dificuldades para arcar com seus compromissos em dia
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro não tem previsão para quitar atrasados de jogadores e funcionários

Sem receitas, os salários atrasados são só mais uma dor de cabeça que a diretoria vem convivendo nos últimos meses

Em péssima situação financeira, o Cruzeiro não tem sequer previsão para quitar os seus atrasos com jogadores e também funcionários do clube. Sem receitas, os salários atrasados são só mais uma dor de cabeça que a diretoria vem convivendo nos últimos meses.

Pelo menos desde o meio do ano, o Cruzeiro tem encontrado dificuldades para arcar com seus compromissos em dia. Em alguns momentos, até os salários de funcionários da sede e da Toca da Raposa ficaram em atraso, situação que voltou a se repetir agora no mês de dezembro.

Além disso, o 13º salário de 2019 também não tem data prevista para ser pago. Em relação aos jogadores, o clube já acumula pelo menos dois meses sem pagamento. A situação drástica forçará o Cruzeiro a fazer grandes cortes em sua folha de pagamento.

Quanto aos jogadores, o clube irá avaliar a situação de cada um separadamente para saber a possibilidade de abaixar os salários. Do contrário, eles serão colocados na lista de negociáveis e poderão fechar com outras equipes no mercado da bola.

Há também a possibilidade de demitir funcionários do setor administrativo na sede, e Tocas da Raposa I e II.

 

 

*Por Enrico Bruno e Thiago Fernandes, da Folhapress

Comentários

Tops da Gazeta