últimas notícias
Partida agitou o sábado
Partida agitou o sábado
Foto: Twitter/Conmebol

Palmeiras vence Santos e garante a taça da Libertadores

Antes deste sábado, o clube alviverde havia conquistado o torneio em 1999

A taça obsessão do torcedor do Palmeiras está nas mãos da equipe Abel Ferreira. Pela segunda vez em sua história, o Alviverde sente o sabor de conquistar a América: neste sábado (30), no Estádio do Maracanã, o clube venceu o rival Santos por 1 a 0 e conquistou a Libertadores de 2020. Breno Lopes, nos 53 minutos do segundo tempo, fez o gol que entra para a história.

Antes deste sábado, o clube alviverde havia conquistado o torneio em 1999, com Marcos, Luiz Felipe Scolari e companhia.

A partir de agora, o Mundial de Clubes vira o grande compromisso do Palmeiras. O torneio da Fifa começará em 4 de fevereiro, com o clube brasileiro estreando no dia 7. Antes disso, o Alviverde enfrenta o Botafogo na terça-feira (2) e o Santos visita o Grêmio na quarta (3). Ambos os jogos são do Campeonato Brasileiro.

Depois de um primeiro tempo nervoso e de muito estudo, as equipes começaram a se soltar na segunda etapa. Com 30 minutos, Diego Pituca teve liberdade e mandou uma bomba, Weverton espalmou. No rebote, Felipe Jonatan chutou com bastante perigo. Foi a primeira grande oportunidade pelo chão. Já nos minutos finais, quando a partida caminhava para a prorrogação, Breno Lopes completou cruzamento e, de cabeça, tirou totalmente John da jogada. Fez o gol histórico para o clube.

Autor do gol do título, Breno Lopes se diz abençoado

"Vou ser bem sincero. Não imaginava que isso aconteceria na minha vida. Ser o herói do jogo. Deus meu abençoou. O Rony pegou a bola, eu fui para a área e consegui antecipar e cabecear para o gol", diz o atacante, autor do gol da decisão.

Rony vibra após dar a volta por cima

Autor da assistência para o gol de Breno Lopes, Rony fez um desabafo. "Na primeira entrevista no Palmeiras, eu falei que faria história. Eu vim para o Palmeiras para fazer historia. Eu tinha certeza de que Deus estava comigo e na hora certa, no momento certo, as coisas iriam acontecer. Eu tive um começo ruim? Tive. Mas eu consegui dar a volta por cima. Eu sou o tipo do cara que nunca desisto do que eu quero. E é Deus quem me dá essa força todo dia para trabalhar, levantar a cabeça e seguir em frente. Hoje eu estou feliz por fazer história no Palmeiras."

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez, Viña; Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula), Gabriel Menino (Breno Lopes), Raphael Veiga (Alan Empereur); Rony (Felipe Melo) e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

SANTOS
John; Pará (Bruno Marques), Lucas Veríssimo, Luan Peres, Felipe Jonatan (Wellington Tim); Alison, Sandry (Lucas Braga) e Diego Pituca; Soteldo, Marinho e Kaio Jorge (Madson). Técnico: Cuca.


Comentários

Tops da Gazeta