Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 21 Mai 2019 17:45

Mundo do automobilismo lamenta morte de Niki Lauda

O piloto é considerado um dos maiores talentos da história da F-1, tendo recebido homenagens não apenas pelo seu desempenho nas pistas, mas também por sua influência fora das pistas
O piloto austríaco foi tricampeão de Fórmula 1 em 1975, 1977 e 1984 e sobreviveu a um grave acidente em 1976 O piloto austríaco foi tricampeão de Fórmula 1 em 1975, 1977 e 1984 e sobreviveu a um grave acidente em 1976 Divulgação
Por Estadão Conteúdo

A morte do tricampeão mundial Niki Lauda, aos 70 anos, na última segunda-feira (20), provocou comoção no mundo do automobilismo. O lendário piloto austríaco é considerado um dos maiores talentos da história da Fórmula 1, tendo recebido homenagens e reconhecimento não apenas pelo seu desempenho nas pistas, mas também por sua influência no paddock e fora das pistas, sendo apontado como uma figura decisiva para o domínio exercido pela Mercedes na categoria nas temporadas mais recentes

"Niki será sempre uma das maiores lendas do nosso esporte, ele combinou heroísmo, humanidade e honestidade dentro e fora do cockpit. Seu falecimento deixa um vazio na Fórmula 1. Nós não apenas perdemos um herói que protagonizou o mais notável retorno jamais visto, mas também um homem que trouxe clareza e franqueza preciosas à moderna Fórmula 1. Ele fará muita falta como nossa voz de bom senso", disse Toto Wolff, chefe da Mercedes, lembrando o retorno às pistas de Lauda mesmo após sofrer graves queimaduras em acidente ocorrido em 1976.

Wolff trabalhou próximo a Lauda nos últimos anos como o principal dirigente da equipe. O ex-piloto detinha o cargo de presidente não executivo, o que seria equivalente a um presidente de honra do time. Na prática, atuava como um conselheiro de luxo da Mercedes, próximo tanto aos dirigentes quanto aos pilotos.

"Nossa equipe Mercedes também perdeu uma luz. Como colega de equipe nos últimos seis anos e meio, Niki sempre foi honesto e totalmente leal. Foi um privilégio contar com ele na nossa equipe e testemunhar o quanto significava para ele fazer parte do sucesso da equipe. Quando ele andava pela fábrica em Brackley e Brixworth, ou fazia um de seus famosos discursos motivacionais, ele trazia uma energia que ninguém mais poderia repetir. Niki, você é simplesmente insubstituível. Nunca haverá outro como você. Foi uma honra chamá-lo de nosso presidente, e meu privilégio de chamá-lo de meu amigo", acrescentou Wolff.

Chase Carey, presidente e CEO da Fórmula 1, também apontou a importância de Lauda, marcada na história da F-1. "É com grande tristeza que soubemos da morte de Niki Lauda. A Fórmula 1 perdeu não apenas um dos grandes expoentes do esporte, mas também um de seus heróis. Seu amor pelas corridas e a coragem que demonstrou foram simplesmente extraordinárias e ele inspirou muitos fãs. Sua morte é uma grande perda para toda a família de Fórmula 1 e para o automobilismo como um todo. Todos os nossos pensamentos vão para a família dele", disse.

Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), também prestou sua homenagem a Lauda, campeão mundial em 1975, 1977 e em 1984. "Niki Lauda foi um herói do automobilismo, que me inspirou na minha juventude. Ele é um marco na história da Fórmula 1", afirmou Todt, ex-chefe de equipe da Ferrari.

A McLaren, equipe pela qual Lauda faturou seu último título, também exaltou o austríaco. "Todos na McLaren estão profundamente tristes ao saber que nosso amigo, colega e campeão mundial de Fórmula 1 de 1984 Niki Lauda faleceu. Niki estará para sempre em nossos corações e consagrado em nossa história", escreveu a equipe nas redes sociais.

Os dois primeiro títulos mundiais de Lauda foram conquistados pela Ferrari, que também lamentou a perda. "Todos na Ferrari estão profundamente tristes com a notícia da morte de nosso querido amigo Niki Lauda. Ele ganhou dois de seus três campeonatos mundiais conosco e sempre estará em nossos corações e nos de todos os fãs da Ferrari. Nossas sinceras condolências vão para toda a família e amigos dele", escreveu o time italiano também nas redes sociais.

MODELO PARA PROST

Quatro vezes campeão da Fórmula 1 e companheiro de equipe de Lauda por dois anos, entre 1984 e 1985 pela McLaren, Alain Prost também se manifestou para lamentar a morte do austríaco. Mais do que isso, ele foi exaltado pelo ex-piloto francês como uma das duas principais referências para a sua carreira.

"Isso é simples. Quando eu comecei a me interessar pela Fórmula 1, eu tive dois modelos: Jackie Stewart e Niki", afirmou Prost em entrevista ao jornal francês L'Equipe. "E eu tive a chance de passar dois anos do seu lado. Foram as duas melhores e mais bonitas temporadas da minha carreira", reforçou.

Em 1984, Lauda conquistou o seu terceiro título na F-1 ao superar Prost por apenas meio ponto na classificação final do campeonato daquele ano, mas o francês assegurou que nunca teve problemas com o seu ex-parceiro de equipe. "Ele me ensinou a colocar as coisas em perspectiva", disse o francês, deixando claro que o austríaco lhe ajudou também como uma espécie de mentor nos primeiros anos de sua carreira na categoria máxima do automobilismo.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado