X

Futebol

Ronaldinho Gaúcho desiste de torcer para o Brasil na Copa América

Lenda da seleção afirmou em podcast que não vai acompanhar as partidas da Seleção

Diogo Mesquita

Publicado em 14/06/2024 às 19:19

Atualizado em 14/06/2024 às 20:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ronaldinho não vai acompanhar o Brasil na Copa América / Fernando Frazão / Agência Brasil

Uma das maiores lendas a já ter vestido a amarelinha, Ronaldinho Gaúcho parece desiludido com a atual situação da Seleção Brasileira. Em conversa no canal do Cartolouco, ele soltou o verbo quando perguntado sobre o assunto, terminando com a frase de impacto "Vou abandonar o Brasil".

As declarações

Ronaldinho Gaúcho foi o convidado do streamer Cartolouco no quadro 100 Perguntas, em seu canal. Na conversa informal, linguagem de boleiro, o jogador se abriu e esqueceu da política.

O aquecimento começou com polêmica. Perguntado sobre a pessoa mais surpreendente que já havia conhecido, a lenda brasileira respondeu, de bate-pronto, ser o ídolo argentino Diego Armando Maradona.

Antes do desabafo sobre a Seleção, ressaltou que seu momento marcante foi durante a conquista da Copa do Mundo de 2002 e o gol mais importante foi marcado diante da Inglaterra, nas quartas de final da mesma competição.

Perguntado sobre o que esperar para o Brasil nessa Copa América, que começa semana que vem, Ronaldinho disse que não pretende acompanhar o torneio. "Tá faltando tudo! Tá faltando alegria... Tá faltando jogar bem... Então eu não vou assistir", pontuou o Bruxo, que pediu mais garra e entrega antes de voltar a gastar seu tempo e sua torcida.

Na resenha, Ronaldinho também disse conversar constantemente com Messi, jogador que surgiu no Barcelona enquanto o brasileiro vivia seu auge. O argentino já revelou, em mais de uma ocasião, que a mentoria de Gaúcho no início foi fundamental para seu crescimento.

Sincero, também acabou com as discussões intermináveis nas mesas redondas e mesas de bar mundo afora. Quando perguntado sobre qual foi o melhor Ronaldo do futebol, ele, seu compatriota hoje corpulento, ou o português Cristiano, não exitou, deu seu voto para o Fenômeno.

Ronaldinho na Seleção Brasileira

A primeira convocação de Ronaldinho aconteceu no ano de 1999, quando o ainda garoto de dentes salientes e sorriso fácil tinha 19 anos.

Justamente a Copa América foi seu primeiro momento de brilho com a amarelinha. Saiu do banco de reservas para entrar no final da partida em passeio diante da Venezuela. Com o placar apontando 4 a 0 para o Brasil, Ronaldinho mostrou personalidade ao receber bola na área, aplicou um chapéu no zagueiro e, diante do goleiro, teve calma para deslocar com um toquinho. Um golaço!

Ronaldinho conquistou aquela Copa América, em 1999, mas foi em 2002, na Copa do Mundo da Coréia e do Japão, que veio o ponto alto de sua trajetória pela Seleção. Fundamental em time que tinha Ronaldo e Rivaldo como protagonistas, Ronaldinho Gaúcho soube municiar seus companheiros durante todo o torneio.

Em momento mais complicado, diante da forte seleção inglesa, fez sua melhor apresentação, com direito a assistência e gol na vitória por 2 a 1. Além da taça, Ronaldinho foi votado também para fazer parte da seleção do torneio.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

tráfico de drogas

Polícia Militar faz grande apreensão de drogas na zona sul de SP

Agentes apreenderam 524 porções de maconha, 253 pinos de cocaína, 213 pedras de crack, 34 porções de haxixe e um aparelho celular

Automotor

Conheça o Territory: SUV médio da Ford

Com apenas nove meses no mercado, o modelo novo do Territory já tornou-se mais fácil de encontrar nas ruas brasileiras

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter