últimas notícias

Estado registra 30 mil ataques de escorpião

O Estado de São Paulo registrou, no ano passado, o maior número de casos de acidentes com escorpiões em 30 anos, de acordo com dados do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), órgão da Secretaria de Estado da Saúde. Em 2018, foram 30.707 casos e 13 mortes no Estado. Neste ano, até 27 de fevereiro, já foram registrados 4.025 casos e dois óbitos. Na Capital, foram 294 casos no ano passado e, neste ano, já foram registradas 56 ocorrências, mas não houve mortes.

A série histórica do CVE teve início em 1988. Até 1991, os casos não passaram de 1 mil e, apenas em 1999, os 2 mil registros foram superados. Nos anos seguintes, o número de casos continuou crescendo, mas eram registradas pequenas quedas. Mas, a partir de 2012, quando foram contabilizados 9.463 casos e três mortes, os registros não pararam de crescer. Segundo especialistas, o aumento do número de casos está relacionado a diversos fatores, que vão desde o crescimento das cidades, passando pelo transporte para diferentes regiões de materiais onde os animais podem ficar escondidos, como materiais de construção, e até ao fato de uma das espécies, o escorpião amarelo - que também é o mais perigoso - ter fêmeas capazes de se reproduzir sem o macho.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, no ano passado, os escorpiões foram responsáveis por 67% dos ataques de animais peçonhentos.(EC)

Tops da Gazeta