últimas notícias
Para cadastrar as impressões digitais, o eleitor deve agendar atendimento no site do TRE-SP
Para cadastrar as impressões digitais, o eleitor deve agendar atendimento no site do TRE-SP
Foto: Rogério Gomes/Brazil Photo Press/Folhapress

Metade dos eleitores não fez biometria

este ano. Dos 11,6 milhões de eleitores no Estado que precisam cadastrar biometria, 50,76% tem impressões digitais registradas

Dos 11,6 milhões de eleitores no estado de São Paulo que precisam cadastrar biometria ainda em 2019, pouco mais da metade (50,76%) tem impressões digitais registradas no sistema da Justiça Eleitoral, segundo os dados atualizados até esta
quinta-feira (6).

A biometria é obrigatória neste ano em 478 municípios paulistas. Na Grande São Paulo, a lista inclui 15 municípios onde moram mais de 1 milhão de eleitores, mas cerca de 590 mil deles ainda não fizeram o cadastro.

Em 169 dos 478 municípios, o índice de eleitores com biometria cadastrada ainda é menor que 50% -São Caetano do Sul, por exemplo, tem somente 47% dos eleitores com a biometria em dia.

A lista completa de municípios em que a biometria é obrigatória em 2019 está disponível no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. O prazo varia entre 30 de agosto e 19 de dezembro, dependendo da cidade.

Para cadastrar as impressões digitais, o eleitor deve agendar atendimento no site do TRE-SP, que vai indicar o cartório eleitoral mais próximo. Também é possível fazer a biometria nos Postos do Poupatempo que prestam serviços eleitorais, com agendamento direto no site do Poupatempo.

Na data e hora agendados, o eleitor deve levar documento de identificação oficial e comprovante de residência de até três meses, além do título de eleitor, se tiver.

Quem mora em um dos 478 municípios de cadastro obrigatório e não fizer a biometria dentro do prazo terá o título cancelado - o que impede o eleitor de tirar passaporte, CPF e carteira de
identidade.

O Código Eleitoral também prevê outras penalidades, como a proibição de participar de concursos públicos, impossibilidade receber empréstimos de instituições financeiras públicas ou renovar matrícula em estabelecimento de ensino público.

O TRE-SP recomenda que os eleitores procurem regularizar a situação o quanto antes, para evitar filas nos últimos dias antes do prazo.

No Brasil, 1.300 municípios de 17 estados foram incluídos no planejamento de biometria em 2019. A meta é cadastrar 21,5 milhões de eleitores neste ano para garantir que eles sejam reconhecidos pelas impressões digitais durante as eleições municipais de 2020.

O Tribunal Superior Eleitoral espera concluir a revisão biométrica em todo o país até 2022.

A lista dos 478 municípios paulistas em que o cadastro é obrigatório está disponível no site do TRE-SP. Eleitores da cidade de São Paulo não precisam fazer a biometria neste ano, mas o TRE-SP recomenda que realizem o cadastro o quanto antes.
(FP)

Tops da Gazeta