últimas notícias

Pai e filha morrem em apartamento

Um empresário de 57 anos e sua filha de 9 anos foram encontrados mortos no apartamento em que ele morava, na noite de sábado (8), em Campos de Jordão, no interior de São Paulo. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que pai e filha foram vítimas da inalação do gás que teria vazado de um aquecedor e morreram por asfixia. No apartamento, em um condomínio da Vila Jaguaribe, havia um botijão de gás de cozinha acoplado ao equipamento. O laudo necroscópico, que deve confirmar a causa da morte, e o laudo da perícia feita no local devem ficar prontos em 30 dias.

O empresário Luiz Manoel Vasconcelos Rosa, dono de um comércio de artigos de couro, estava separado da mulher e passava o fim de com a filha Rebeka. Conforme a Secretaria da Segurança Pública, a polícia foi acionada por volta das 19h, quando uma funcionária do empresário foi ao local, após não ter conseguido contato com ele pelo telefone. O Corpo de Bombeiros também foi mobilizado e pediu apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A equipe médica constatou o óbito do empresário e da filha. Os corpos não tinham sinal de violência, mas o local estava totalmente fechado. Os corpos de pai e filha foram encontrados em cômodos diferentes - ela teria tentado sair do apartamento. Os bombeiros ventilaram o local e recolheram o botijão para análise. Na noite de sábado, a temperatura na cidade chegou a 4,1 ºC, frio que pode ter levado o empresário a acionar o sistema de aquecimento.
(EC)

Tops da Gazeta