últimas notícias

Assembleia adverte deputado por ofensa

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL) recebeu, na quarta-feira uma advertência verbal da Assembleia Legislativa de São Paulo por ter dito, em plenário, que tiraria "no tapa" uma transexual que usasse o mesmo banheiro feminino que sua mãe ou sua irmã. Os processos no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar que resultaram na punição foram movidos pela deputada Erica Malunguinho (PSOL), que é trans e acusou o colega de transfobia, e pela deputada Professora Bebel (PT). Uma terceira representação sobre o mesmo tema foi arquivada.

Douglas foi convocado à reunião do conselho, onde a presidente do colegiado, Maria Lúcia Amary (PSDB), leu a advertência. O deputado estava sentado na primeira fileira da plateia e ouviu a punição de pé, sem protestar. "Fica Vossa Excelência, deputado Douglas Garcia, advertido [...] acerca da necessidade de plena observância aos preceitos de ética e decoro parlamentar contidos nas normas legais que regem a matéria, em especial o Código de Ética e Decoro Parlamentar desta Casa, atentando para as regras de boa conduta sob o risco de incidência de penalidade de natureza mais grave do que a ora aplicada", leu a deputada.

Douglas também recebeu a advertência por escrito e, assim que a reunião foi encerrada, deixou rapidamente o local. O deputado transmitiu o recebimento da advertência por meio de suas redes sociais. Douglas afirmou à "Folha" que continuará defendendo sua opinião de que transexuais não podem usar o banheiro feminino. (FP)

Tops da Gazeta