últimas notícias

Estado

O Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) de São Vicente resgatou, no último domingo, um ouriço-cacheiro
O Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) de São Vicente resgatou, no último domingo, um ouriço-cacheiro
Foto: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE SÃO VICENTE

Ouriço-cacheiro é resgatado pela GCM em São Vicente

O animal estava na avenida Saturnino de Brito, no bairro Japuí, e teria sido atacado por uma cobra

O Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) de São Vicente resgatou, no último domingo (12), um ouriço-cacheiro. O animal estava na avenida Saturnino de Brito, no bairro Japuí, e teria sido atacado por uma cobra. O mamífero foi encaminhado ao Instituto Gremar, em Guarujá, onde permaneceu para avaliação clínica e reabilitação.

Segundo os agentes, as informações que obtiveram quando chegaram ao local,era de que a cobra teria se enrolado no ouriço e ambos caíram do alto da árvore, tendo o mamífero escapado da serpente, mas com ferimentos.

O ouriço possui o dorso coberto de espinhos longos e aguçados que se destacam facilmente do corpo e funcionam como defesa. Os predadores naturais são os texugos, gatos selvagens, cães, lobos, raposas e doninhas

Quando algum animal tenta atacar o ouriço leva consigo alguns espinhos. No Brasil, o nome ouriço-cacheiro diz respeito a pelo menos oito espécies conhecidas.

Como estratégia de sobrevivência, o "cacheiro" prende-se aos cipós e pode ficar agarrado a até 15 metros de altura.

Tops da Gazeta