últimas notícias
Dados foram divulgados na última semana de janeiro pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo
Dados foram divulgados na última semana de janeiro pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo
Foto: Divulgação/PMG

Guarujá reduz taxa de homicídios pela metade em 2019

Média de homicídios dolosos e latrocínios em Guarujá foi de 3,1 para cada 100 mil habitantes, bem abaixo da estadual e também da Baixada Santista

A taxa de homicídios dolosos em Guarujá caiu 50% em 2019, comparada a 2018. Foram 10 ocorrências registradas no ano passado, contra 20 no ano anterior. E esse foi apenas um dos índices de criminalidade que apresentaram queda significativa na Cidade, que não registrou casos de latrocínio no ano passado e fechou o período com média de 3,1 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

Os dados foram divulgados na última semana de janeiro pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo. Segundos essas estatísticas, a média de 3,1 assassinatos para cada 100 mil habitantes – indicador adotado internacionalmente – ocorridos em Guarujá em 2019 foi mais de 50% menor que as verificadas em nível estadual (6,6) e regional (6,3).

Outros índices também apresentaram queda significativa na Cidade, como lesão corporal culposa (caiu 50%), roubo de carga (caiu 50%), tentativa de homicídio (caiu 29,5%) e roubo de veículo (caiu 19,8%).

De janeiro a dezembro de 2018, foram registrados 20 casos de homicídio doloso. No mesmo período de 2019, foram 10 casos – redução de 50%. Já com relação à tentativas de homicídio, foram 44 ocorrências em 2018, contra 31 em 2019.

Outros três índices se destacam: lesão corporal culposa, com 20 episódios em 2018 e 10 em 2019; roubos de veículos, que foram 126 em 2018, reduzindo para 101 em 2019, e roubos de carga, que caíram de 66 para 33 casos.

Avanços

Os resultados são um reflexo do trabalho integrado entre as forças de segurança do Município e do Estado de São Paulo. Em 2019, a Guarda Civil Municipal (GCM) ampliou o efetivo com 23 novos guardas e regulamentou o uso de arma de fogo pelo Decreto 12.381/2017. Atualmente, a Cidade conta com 140 GCMs habilitados e 97 pistolas já adquiridas.

Somando-se a isso, os policiais militares que atuam na Atividade Delegada em Guarujá receberam um aumento de 58% nesta gratificação, que é custeada pela Prefeitura. Também aumentou significativamente o número de vagas neste serviço, transmitindo maior sensação de segurança à população no emprego conjunto de guardas municipais, policiais militares e a força tarefa de fiscalização da Cidade.

"O reforço da estrutura municipal, aliado à integração com a estrutura das polícias Civil e Militar no tocante tanto à inteligência quanto ao patrulhamento, estão gerando esses frutos extremamente positivos para Guarujá", analisa o secretário municipal de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves.

Para o prefeito Válter Suman, o Município pretende continuar investindo progressivamente no setor. "Há ainda outras ações em fase de planejamento, como o reforço do monitoramento por câmeras, que vamos intensificar", cita Suman, lembrando, ainda, que a iluminação em LED (mais eficiente e econômica) já chegou a cerca de 6.500 pontos de luz de mais de 160 vias de Guarujá e Vicente de Carvalho. "É um fator que colabora significativamente com a Segurança Pública", afirma.

Comentários

Tops da Gazeta