últimas notícias
Doria declarou que não descarta a convocação de médicos e profissionais da saúde inativos, caso necessário
Doria declarou que não descarta a convocação de médicos e profissionais da saúde inativos, caso necessário
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Doria decreta férias imediatas a servidores de SP que tenham direito

A medida não vale para servidores das áreas da saúde, segurança pública, administração penitenciária e Fundação Casa

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, nesta segunda-feira (16), a determinação imediata de férias e licença-prêmio para servidores públicos do estado que tenham direito ao benefício neste momento.

A medida não vale para servidores das áreas da saúde, segurança pública, administração penitenciária e Fundação Casa.

"A decisão poderá ser revista, se necessária, e será devidamente anunciada publicamente", afirmou Doria durante coletiva na tarde desta segunda.

O governador reiterou o anúncio de que os pedidos de férias e licença estão suspensos, por 60 dias, para os profissionais da saúde da rede pública estadual.

Casos excepcionais, como servidores que tenham direito ao afastamento em razão de tratamento de saúde, por exemplo, ficam de fora da suspensão.

Doria declarou ainda que não descarta a convocação de médicos e profissionais da saúde inativos, caso necessário.

"Aqueles que não estejam no curso de suas atividades poderão ser convidados a colaborar, caso essa necessidade seja expressa pela central de contingência do Covid-19."

Comentários

Tops da Gazeta