últimas notícias
Segundo a prefeitura, o decreto ajuda a agilizar a compra de insumos e serviços para o combate à Covid-19
Segundo a prefeitura, o decreto ajuda a agilizar a compra de insumos e serviços para o combate à Covid-19
Foto: Prefeitura de Ourinho

Ourinhos declara calamidade pública

A prefeitura também publicou a abertura de um crédito extraordinário de mais de R$ 3 milhões

Nesta terça-feira (14), a publicação do Diário Oficial de Ourinhos, cidade do interior de São Paulo, contou com um decreto de calamidade pública no município. A prefeitura de Ourinhos também aumentou as restrições no funcionamento do comércio.

Segundo a prefeitura, o decreto ajuda a agilizar a compra de insumos e serviços para o combate à Covid-19.

A decisão ocorreu devido ao aumento de casos confirmados da doença no município. Até a manhã desta quarta-feira (15), a cidade somava 11 casos confirmados e 27 casos suspeitos da doença, além de um óbito e outras 4 mortes suspeitas.

A prefeitura também publicou a abertura de um crédito a mais no orçamento, de mais de R$ 3 milhões, com o objetivo de custear “as ações de prevenção, preparação e assistência à população, contenção, combate e mitigação à pandemia do coronavírus”.

O decreto também determina a suspensão de todos os eventos públicos. Além dessas restrições, o prefeito de Ourinhos, Lucas Pocay, afirmou que a reabertura das lojas ainda não deve acontecer e determinou outras medidas.

Os estabelecimentos devem disponibilizar álcool 70% para os consumidores e organizar filas do lado de fora. Farmácias e mercados, por exemplo, devem limitar a quantidade de pessoas dentro do estabelecimento, os consumidores também não deverão passar de 20 minutos de permanência no local.

Comentários

Tops da Gazeta