últimas notícias
Governador de São Paulo, João Doria, anunciou plano de retomada econômica no Estado
Governador de São Paulo, João Doria, anunciou plano de retomada econômica no Estado
Foto: Governo do Estado de São Paulo

17 cidades do interior paulista autorizaram o funcionamento de academias e salões de beleza

Decretos municipais foram publicados antes do governador João Doria determinar que tais estabelecimentos permaneçam fechados

De acordo com um levantamento da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) enviado ao canal “GloboNews”, 17 prefeituras do interior de São Paulo autorizaram o funcionamento de academias e salões de beleza durante a pandemia da Covid-19.

Atibaia, Pindamonhangaba e Piracicaba são algumas das cidades que expediram decretos municipais liberando o funcionamento desses estabelecimentos.

Na segunda-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro incluiu academias, barbearias e salões de beleza na lista de serviços essenciais. Entretanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a decisão cabe aos municípios e estados.

O governo estadual realizou este levantamento para saber quantas cidades adotaram o decreto presidencial.

"Queremos evitar essa briga. Queremos mostrar para os municípios de São Paulo que não é o momento de autorizar o funcionamento desses serviços", defendeu o vice-governador Rodrigo Garcia.

Algumas autorizações foram expedidas antes da decisão do governador João Doria, que nesta quarta-feira (13) anunciou que o decreto presidencial não vale no estado de São Paulo.

Nesta quinta-feira (14), houve uma alteração no decreto de quarentena publicado Diário Oficial do Estado. Agora, além das academias, os salões de beleza estão inclusos nas atividades que não podem funcionar.

Comentários

Tops da Gazeta