últimas notícias
O governador  João Doria disse que o anúncio depende da recuperação do secretário Rossieli Soares, que testou positivo para Covid-19
O governador João Doria disse que o anúncio depende da recuperação do secretário Rossieli Soares, que testou positivo para Covid-19
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Novo calendário de volta às aulas deve ser divulgado no dia 24 de junho, diz Doria

Governador de São Paulo alertou que retorno das atividades escolares não acontecerá em breve

Na última quarta-feira (17), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), informou que um novo calendário de retorno das atividades escolares presenciais será anunciado no dia 24 de junho, pela Secretaria Estadual de Educação. No entanto, o anúncio depende da recuperação do secretário Rossieli Soares, que testou positivo para Covid-19.

"Na semana que vem, o secretário Rossieli Soares, que está se recuperando da Covid-19 e, felizmente, está se recuperando bem, vai anunciar provavelmente na quarta-feira, 24, um novo calendário escolar presencial. Até essa informação e até a volta [das aulas], que não será breve, vamos deixar claro pra não criar expectativas aos que estão nos ouvindo aqui. [A volta às aulas] será segura e no momento correto e será anunciada no próximo dia 24 pelo próprio secretário Rossieli", informou João Doria em entrevista à rádio “BandNews”.

Na entrevista, Doria também destacou que o retorno das atividades não acontecerá em breve.

"Em todo o mundo, a última etapa foi a etapa do ensino, porque o risco é maior de contágio. Então, nós faremos isso de forma muito cuidadosa. E no dia 24 de junho, quarta-feira da próxima semana, o secretário da educação Rossieli Soares anunciará quando as aulas poderão voltar, em que nível [se referindo às cores do Plano SP], em que momento e com quais protocolos", afirmou o governador.

As instituições privadas possuem um protocolo desde maio. O protocolo possui mais de sessenta medidas, como: água, sabão e álcool gel aos alunos e professores e suspensão de atividades coletivas.

Além de recomendações sanitárias, o importante também garantir condições pedagógicas na retomada. As escolas particulares, por exemplo, realizarão uma avaliação do nível de aprendizado dos alunos.

SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO.

Na última quarta-feira (17), o secretário da Educação de São Paulo, Rossieli Soares, teve alta hospitalar após 16 dias internado no Hospital 9 de Julho. O secretário testou positivo para a Covid-19 e chegou a ser encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Pelas redes sociais, Soares comentou sobre a recuperação.

"Coisas simples são definitivamente as melhores. Hoje, me deparei com o desafio de ficar em pé. Com ajuda da fisioterapia, me levantei por poucos minutos. Fiz um exercício rápido e logo meu pulmão e minhas pernas acusaram o cansaço", escreveu em seu Twitter.

Comentários

Tops da Gazeta