últimas notícias
Teste rápido para o coronavírus em Taboão da Serra
Teste rápido para o coronavírus em Taboão da Serra
Foto: Ricardo Vaz/PMTS

Com mudança em critérios, SP bate recorde de mortes por coronavírus em 24h

A confirmação de casos e óbitos passa a seguir as novas diretrizes do Ministério da Saúde aos estados e municípios, que prevê agora confirmação clínica

O Estado de São Paulo registrou nesta quinta-feira 26.324 mortes pelo novo coronavírus. O número representa 455 vítimas fatais a mais no período de 24 horas, o pior dia no Estado desde o início da pandemia. O recorde anterior ocorreu em 23 de junho, quando houve 434 registros. A secretaria estadual da Saúde contabilizou também 674.455 casos confirmados da doença.

De acordo com o governo de São Paulo, a confirmação de casos e óbitos passa a partir de hoje seguir as novas diretrizes do Ministério da Saúde aos estados e municípios, que prevê agora confirmação clínica.

Macaque in the trees
Arte: Gazeta de S.Paulo

Com isso, o balanço desta quinta inclui 221 mortes que ocorreram no decorrer da pandemia e foram confirmados por obedecer a estes novos critérios. Assim, o total de óbitos registrados desde ontem chegou a 455, incluindo os outros 234 óbitos confirmados laboratorialmente, conforme critério utilizado até então.

A mudança do Guia de Vigilância prevê que agora os casos e mortes poderão ser também confirmados por critério clínico-imagem, ou seja, confirmações baseadas em exames de imagem que apontam alterações típicas da Covid-19 no organismo. Até então, os dados contabilizavam apenas diagnósticos laboratoriais.

Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 75,4% das mortes.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta