últimas notícias
As metas projetadas para os anos finais do ensino fundamental também não foram alcançadas
As metas projetadas para os anos finais do ensino fundamental também não foram alcançadas
Foto: Moacyr Lopes Júnior/Folhapress

Estado atinge Ideb nos anos iniciais do ensino fundamental, mas não supera meta nos anos finais

Dados divulgados na manhã desta terça-feira também mostraram que as metas projetadas para os anos finais do ensino fundamental e para o ensino médio não foram alcançadas

O estado de São Paulo atingiu a meta para os anos iniciais do ensino fundamental do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019. Os dados divulgados na manhã desta terça-feira também mostraram que as metas projetadas para os anos finais do ensino fundamental e para o ensino médio não foram alcançadas. O Ideb é divulgado a cada dois anos e pode ser acessado no site portal.inep.gov.br/ideb.

Criado em 2015 pelo Ministério da Educação, o Ideb é um indicador de qualidade do ensino. A nota vai de 0 a 10 e leva em conta quantos alunos passam de ano e qual o desempenho deles em português e em matemática.

De 2017 para 2019, a pontuação subiu de 6,6 para 6,7 nos anos iniciais do ensino fundamental, que corresponde a 4ª série ou 5º ano. Essa foi a maior nota entre os estados do Brasil. A meta do ano passado era de 6,1 e o Estado já atingiu a projeção de 2021, cuja nota de referência é 6,7.

Nos anos finais do ensino fundamental, a 8ª série ou 9º ano, o índice ficou abaixo da meta. A nota foi de 5,5 e o esperado era de 5,9. O Estado não atinge a meta desde 2013. Apesar disso, São Paulo tem o Ideb mais alto do país nos anos finais.

O ensino médio também teve notas abaixo do esperado. Depois de ficar dois anos estagnado em 4,2, em 2019 o índice subiu para 4,6. No entanto, a meta era de 5,2.

Para ter um bom Ideb, é preciso ter baixas taxas de reprovação e de abandono de estudos, além de resultados satisfatórios no Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica). Essa avaliação é aplicada sempre no fim de cada etapa escolar: 5º e 9º ano do ensino fundamental, e 3º ano do ensino médio.

BRASIL.

O Brasil avançou no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em todas etapas de ensino, mas apenas nos anos iniciais do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, cumpriu a meta de qualidade nacional estabelecida para 2019.

O índice registrado nos anos iniciais no País passou de 5,8, em 2017, para 5,9, em 2019, superando a meta nacional de 5,7 considerando tanto as escolas públicas quanto as particulares. Nos anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, avançou de 4,7 para 4,9. No entanto, ficou abaixo da meta fixada para a etapa, 5,2. No ensino médio, passou de 3,8 para 4,2, ficando também abaixo da meta, que era 5.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta