últimas notícias
Elevados índices de internações em leitos de Guarujá, Cubatão e Itanhaém ligaram sinal amarelo no Governo do Estado nesta semana
Elevados índices de internações em leitos de Guarujá, Cubatão e Itanhaém ligaram sinal amarelo no Governo do Estado nesta semana
Foto: Nair Bueno/Diário do Litoral

Cubatão, Guarujá e Itanhaém têm reunião urgente com governo de SP

Assunto principal será a alta do número de mortes e novos casos de Covid-19 nas cidades

Os três prefeitos dos municípios de Guarujá, Cubatão e Itanhaém, no litoral paulista, se reunirão com o Governo do Estado de São Paulo na tarde desta terça-feira (1º) para falar sobre a preocupante alta do número de mortes e novos casos de Covid-19 nas cidades.

Atualmente, Guarujá apresenta um número de 453 óbitos confirmados de pacientes que contraíram o novo coronavírus, o que torna a cidade a terceira com mais mortes em toda a Baixada Santista, atrás apenas de Santos e São Vicente. O município também registrou, até o boletim divulgado mais recentemente, 10.136 casos confirmados e 39 internações. Até o momento, 8.318 pessoas se recuperaram da patologia.

Já Cubatão tem 8.300 casos confirmados da Covid-19. Atualmente são 1.627 notificações suspeitas do novo coronavírus e 8.028 pessoas estão recuperadas. A cidade registrou 221 óbitos confirmados desde o início da pandemia na cidade e a secretaria ainda investiga três mortes suspeitas de terem sido causadas pelo mesmo vírus. Há nove leitos ocupados de UTI para Covid e a taxa de ocupação de leitos de UTI está em 82,1% (média últimos 7 dias). Por fim, Itanhaém tem 1.752 casos positivos de Covid-19 e 84 mortes ao longo de mais de oito meses.

A reunião virtual entre as três administrações municipais terá a coordenação do secretário de desenvolvimento regional, Marco Vinholi. Além de Cubatão, Itanhaém e Guarujá, outros 59 municípios também participarão do encontro para tratar sobre a alta das taxas de contaminação e ocupação de leitos em unidades de saúde.

"Esta mobilização ocorrerá amanhã (hoje) a partir das 16h e como é possível notar, a Capital São Paulo não está entre estas 62 cidades que mais impactam o Plano SP. As cidades serão todas mobilizadas, os municípios acima de 70 mil que têm ocupação média de leitos acima de 75% ou aumento de internações em mais de 10%. Estes municípios estarão conosco e também faremos posteriormente uma reunião com todos outros 583 municípios do Estado mobilizando na Fase Amarela para que possam tomar as medidas devidas", explica Vinholi.

Além disso, o Governo do Estado de São Paulo também prepara uma reunião virtual já com os novos prefeitos eleitos e reeleitos para o dia 7.

"E além disso, no dia 12 de Vamos preparar os prefeitos que entram agora no mandato para que eles já tenham um contato com o Plano SP e iniciem o novo mandato focados no combate ao novo coronavírus", conclui.


Comentários

Tops da Gazeta