últimas notícias
Merenda escolar em escola pública do estado de São Paulo
Merenda escolar em escola pública do estado de São Paulo
Foto: Chico Valdiner/Arquivo Secom

Escolas estaduais de SP vão abrir para oferecer merenda, diz Doria

Segundo governador, as escolas da rede estadual vão receber os alunos diariamente a partir de 1º de fevereiro para oferecer merenda escolar

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou durante entrevista coletiva nesta quarta-feira que as mais de 5 mil escolas da rede estadual vão receber os alunos diariamente a partir de 1º de fevereiro para oferecer merenda escolar. Cada instituição de ensino adotará sistemas de revezamento, para evitar aglomerações.

“O objetivo é garantir a segurança alimentar, principalmente aos alunos mais vulneráveis, em um total de 770 mil estudantes da rede pública estadual de ensino”, explicou Doria.

As famílias dos alunos e os estudantes maiores de 18 anos que tenham interesse em receber a merenda a partir do dia 1º de fevereiro, antes do início do ano letivo oficial, precisam manifestar interesse no portal da Secretaria Escolar Digital (SED), pelo endereço sed.educacao.sp.gov.br. Caso tenham dificuldade de acesso, podem procurar a escola para auxiliá-los.

De acordo com o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, as escolas também estarão abertas a partir de 1º de fevereiro para orientar os alunos a respeito do uso de tecnologias virtuais de aprendizagem, incorporadas à rede pública para garantir o aprendizado durante fase de capacidade reduzida das salas de aula.

Parque Novo Rio Pinheiros

O governador João Doria anunciou ainda o início das obras de um parque às margens do rio Pinheiros, na zona oeste da cidade de São Paulo, a partir de fevereiro. Segundo o tucano, o novo parque terá oito quilômetros de extensão e 65 mil metros quadrados de área verde, além de uma ciclovia, já parcialmente inaugurada. O prazo para a entrega do espaço é de 12 meses.

De acordo com o governador, o Parque Novo Rio Pinheiros, como foi batizado, vai se estender inicialmente da região do Parque do Morumbi até a ponte Cidade Jardim. O espaço será equipado também com pistas para caminhada, espaços de convivência, áreas para ginástica e exercícios, cafés e estacionamentos. As receitas para a construção da área serão de empresas privadas. “O investimento é totalmente privado, no valor de R$ 30 milhões, feito através de concessão pública”, informou Doria.

O tucano também reforçou que o rio Pinheiros estará totalmente despoluído até dezembro de 2022, conforme promessa antiga do Governo de São Paulo. “O parque é mais um passo na maior obra socioambiental do Brasil, que é a despoluição do rio Pinheiros. Um investimento de R$ 4 bilhões do Governo do Estado de São Paulo em execução desde 2019. Até dezembro de 2022, o estado de São Paulo entrega o rio Pinheiros limpo e despoluído à sua população”.

Comentários

Tops da Gazeta