últimas notícias
Jovem é morto em ação da Polícia Militar em São José dos Campos; ocorrência foi registrada no Jardim Americano
Jovem é morto em ação da Polícia Militar em São José dos Campos; ocorrência foi registrada no Jardim Americano
Foto: Divulgação

Jovem é morto por policiais em ação na cidade de São josé dos Campos

Segundo a família, ele teria saído para buscar um jogo de videogame e foi alvejado a 100 metros de casa

Um jovem de 28 anos foi morto com um tiro durante uma ação da Polícia Militar nesta quinta-feira (12) em São José dos Campos (SP). Lelis, que trabalhava como motoboy, foi visto perto de um carro por volta de 1h, o que teria levantado suspeita de policiais no local, acreditando que ele estivesse vendendo drogas. O jovem deixa dois filhos.

A ação aconteceu no bairro Jardim Americano. De acordo com a Polícia Militar, eles tentaram ainda abordar o jovem, mas ele teria colocado a mão na cintura, o que levantou a suspeita de posse de uma arma e um dos agentes disparou.

Lelis Henrique Gadioli dos Santos trabalhava com entregas por aplicativo. Segundo o irmão da vítima, Leonardo Honório, depois do trabalho ele costumava jogar vídeo game e teria saído para buscar um jogo, quando instantes depois foi baleado.

A família chegou a acionar o socorro, mas quando chegou, Lelis já estava morto. Ele foi atingido por um único disparo no peito.

O irmão conta que, assim que houve o disparo, os familiares e vizinhos se aproximaram do corpo. Os agentes em questão não fizeram perícia, como também não viram nenhuma arma sendo retirada do local.

Com relação a suspeita de tráfico, a polícia pediu para que fosse feita uma perícia para saber se ele estava sob efeito de drogas. No entanto, a família nega que o jovem fosse usuário.

Na versão dos policiais, depois da morte, eles encontraram na perícia com a vítima uma arma calibre 32 enferrujada e com a numeração raspada. A família nega a versão.

A arma usada pelos agentes foi apreendida para a perícia. A arma que estaria com Lelis também foi recolhida. O caso foi registrado como morte por intervenção policial, mas ainda é investigado.

Comentários

Tops da Gazeta