últimas notícias
Apesar das medidas de flexibilização o número de mortes diárias ainda é alto
Apesar das medidas de flexibilização o número de mortes diárias ainda é alto
Foto: Fusion Medical Animation/Unsplash

SP chega a 215 mortes em 24h após liberar torcidas em estádios

Nesta sexta-feira o Estado chegou a 148.903 mortes e a 4,3 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus desde o início da pandemia

O estado de São Paulo chegou nesta sexta-feira (24) a 148.903 mortes e a 4.358.788 de casos do novo coronavírus desde o início da pandemia. Com isso, o Estado registrou 215 novas mortes no período de 24 horas. Os números contrastam com a recente decisão de flexibilizar a presença de torcidas em estádios de futebol no Estado, anunciada pelo governador João Dória no dia anterior.

As taxas de ocupação de leitos de UTI dedicados à Covid-19 são de 31,8% no Estado e de 36,6% na Grande São Paulo. As cinco cidades paulistas com mais casos da doença em números absolutos neste momento são São Paulo, Campinas, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Ribeirão Preto.

Macaque in the trees
dados sexta (24) - arte gazeta

Liberação de torcidas em estádios

O comitê científico do estado de São Paulo deu o aval, na noite desta quinta (23), para a volta do público aos estádios de futebol a partir do dia 4 de outubro. A decisão foi tomada após pedido dos cincos times paulistas que disputam o Campeonato Brasileiro da Série A e da Federação Paulista de Futebol (FPF).

A medida foi anunciada pelo governador João Doria (PSDB) em sua conta no Twitter, às 22h24.

Até o dia 14 de outubro, os estádios poderão receber até 30% da sua capacidade de público. Na sequência, o limite será de 50%. A partir de 1º de novembro, a liberação será de 100%. 

O torcedor deverá apresentar comprovante de vacinação, com as duas doses de Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, ou a dose única da Janssen.

Quem ainda não tiver concluído o esquema vacinal deverá ter tomado ao menos uma dose de vacina e apresentar um teste negativo com validade de 48 horas para os do tipo PCR ou 24 horas para os de antígeno.

O uso de máscara é obrigatório em todos os setores do estádio.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta