últimas notícias
As novas vagas devem ser criadas especialmente na área de vestuário e calçados, segundo a CNC
As novas vagas devem ser criadas especialmente na área de vestuário e calçados, segundo a CNC
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Comércio deve criar mais de 25 mil vagas temporárias para o Natal e Ano Novo

Expectativa é de que vagas temporárias sejam 36% mais numerosas neste ano, em comparação com 2020

Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que 25.550 trabalhadores temporários sejam contratados neste fim de ano no estado de São Paulo para reforçar equipes de venda.

As novas vagas devem ser criadas especialmente na área de vestuário e calçados, segundo a CNC. O número de temporários, se confirmado, deve ser 36% maior que o verificado no ano passado. A maior procura é por vendedores e operadores de caixa. As informações foram divulgadas pelo “G1”.

Para o economista da CNC, Fábio Bentes, o aumento nas vagas para o Natal e Ano Novo deve ocorrer por conta de "uma maior movimentação de consumidores e um maior fluxo de consumidores nas lojas do comércio".

"Isso de certa forma vai compensar essa inflação alta e os juros mais altos", avaliou Bentes ao “G1”.

Para muitos trabalhadores que estão sendo contratados neste fim de ano a expectativa é a de ser efetivado no cargo e começar 2022 com carteira assinada. Segundo a CNC, as chances disso acontecer são melhores que as do ano passado: a estimativa da associação é que a taxa de efetivação no estado de São Paulo, que em 2020 foi de 0,2%, chegue a 15% em 2021, a maior em cinco anos.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta