últimas notícias
Amparo, cidade do interior paulista
Amparo, cidade do interior paulista
Foto: Prefeitura de Amparo

Campinas teme efeito cascata após restrição do comércio em Amparo, em SP

Avanço da variante ômicron fez com que a cidade de Amparo adotasse a medida restritiva à partir das 23h

Donos de restaurantes da cidade de Campinas, no interior de São Paulo, acreditam que a determinação da prefeitura de Amparo, de retomar as restrições ao funcionamento do comércio na Cidade por causa do avanço da variante ômicron, é precipitada e causa alarmismo na população. 

Para Matheus Mason, presidente da Abrasel de Campinas (associação de bares e restaurantes da região), as estatísticas de infecção no município não justificam as medidas, que começaram a valer nesta sexta (7) e seguem até 31 de janeiro. 

"Uma cidade, mesmo que pequena, de 73 mil habitantes, que é o caso de Amparo, tomando uma decisão dessas, começa a impactar outras cidades. E, daqui a pouco, isso pode virar um efeito cascata que vai acabar atrapalhando toda a recuperação econômica", diz Mason. 

A entidade está preparando uma carta, que deve ser enviada à prefeitura na próxima segunda-feira (10), argumentando que a decisão não está baseada numa análise correta dos dados. 

Mason afirma que o setor já foi severamente atingido pela pandemia e sofre com o aumento de taxas e impostos nos últimos meses. Segundo ele, o retorno de uma onda de restrições seria um golpe adicional e colocaria empregos em risco. 

Na opinião de Mason, o atual índice de casos de Covid no município é baixo se comparado com o total registrado desde o início da pandemia.

Comentários

Tops da Gazeta