Publicidade

X

Estado

Aplicativo vai auxiliar médicos em diagnóstico

Governador diz que ação dará mais agilidade no diagnóstico e tratamento de doenças; projeto tem suporte do Albert Einstein

Junior Dothcom

Publicado em 04/05/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou a criação do programa na tarde de sexta-feira / DIVULGAÇÃO/GOVERNO DO ESTADO DE S. PAULO

O governador João Doria (PSDB) e o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, anunciaram na sexta-feira um programa para agilizar o atendimento especializado à população. A meta é reduzir o tempo de diagnóstico e de início de tratamento por meio de teleconsultoria com médicos de hospitais renomados.

O piloto do programa Multisaúde conta com atendimento na área de dermatologia, com início das atividades em Catanduva, na região de São José do Rio Preto, e teve início no dia 25 de abril, na UBS (Unidade Básica de Saúde) central da cidade. O programa também já está ativo em outras cidades da região: Itajobi, Novo Horizonte, Pindorama, Pirangi e Tabapuã.

No decorrer de maio, o Multisaúde será expandido para outros 13 municípios abrangidos pela região de Catanduva nesta fase inicial.

Com o uso de um aplicativo criado especialmente para o programa, profissionais das UBSs da região de Catanduva vão coletar imagens de alterações na pele de cada paciente, bem como aspectos clínicos, e enviarão o conteúdo para teledermatologistas do Hospital Albert Einstein, por meio de parceria gratuita com a pasta neste piloto do programa.

"É um programa inovador, de alta tecnologia. Inicialmente, esta operação está sendo feita com o Hospital Albert Einstein, parceiro do Governo de São Paulo em várias iniciativas. Lá, médicos especialistas emitem laudos à distância, oferecem sugestões terapêuticas, garantindo agilidade e eficiência sobre as informações oferecidas aos pacientes intermediadas por médicos nas UBSs do Estado. Em casos de suspeita de câncer de pele, por exemplo, o paciente é imediatamente encaminhado para a realização de biópsia e faz um exame mais preciso", afirmou o governador.

"O uso da tecnologia permite uma troca de informações entre profissionais da saúde da UBS e do hospital parceiro para a elaboração de diagnósticos de modo mais ágil e eficiente", declarou o secretário de Saúde. (GSP)

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Direitos Humanos

'Inconcebível', diz Alckmin sobre ataques contra civis em Gaza

Assim como Lula, vice-presidente fez apelo à comunidade internacional

Política

Lula se reúne com Maduro para tratar de eleições na Venezuela no segundo semestre

Palácio do Planalto informou que questão de Essequibo não foi tratada

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter