X

SAÚDE

Caio França reúne assinaturas para sensibilizar Tarcísio sobre medicamentos de canabidiol no SUS

Texto já tramita na Alesp desde outubro de 2019, foi aprovado pelo plenário em 21 de dezembro 2022 e chegou à mesa do governador em 12 de janeiro de 2023

LG Rodrigues

Publicado em 14/01/2023 às 11:27

Atualizado em 14/01/2023 às 12:57

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A expectativa é de que a resposta seja dada pelo governador até a primeira semana de fevereiro / Freepik

O deputado estadual Caio França (PSB) utilizou suas redes sociais nesta primeira quinzena de janeiro para realizar uma postagem onde pede ajuda a seus eleitores e seguidores para garantir assinaturas em um abaixo assinado que tem como objetivo de sensibilizar o governador do Estado de São Paulo a respeito do Projeto de Lei 1.180, que prevê a inclusão dos medicamentos à base de cannabis no Sistema Único de Saúde, o SUS.

"Leia esta matéria também no Diário do Litoral".

O PL em questão já vem tramitando na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, a Alesp, desde outubro de 2019. Em seu texto, a matéria prevê instituir a política estadual de fornecimento gratuito de medicamentos formulados de derivado vegetal à base de canabidiol, em associação com outras substâncias canabinóides, incluindo o tetrahidrocanabidiol, em caráter de excepcionalidade pelo Poder Executivo, nas unidades de saúde pública estadual e privada conveniada ao SUS.

“Eu preciso da ajuda de vocês. Eu lancei um abaixo assinado para sensibilizar o Governador Tarcísio na decisão dele de sancionar, ou vetar, o nosso projeto. Inclusive, algumas pessoas já assinaram, eu também já assinei, mas peço que você, além de assinar, possa compartilhar esse vídeo para que mais pessoas assinem. O link para assinar esse abaixo assinado vai estar nessa postagem, também nos nossos stories, mas eu quero com isso mostrar a quantidade de pessoas que poderão se beneficiar através desse projeto. E conto com vocês”, explicou o deputado por meio de sua conta no Twitter.

O texto de Caio França e outros colegas da Alesp, foi aprovado pelo plenário paulista em 21 de dezembro de 2022 e chegou à mesa do governador Tarcísio de Freitas em 12 de janeiro de 2023. Agora, o prazo para sanção ou veto é de 15 dias úteis, conforme o artigo 28, § 1º, da Constituição Estadual.

A expectativa é de que a resposta seja dada pelo governador até a primeira semana de fevereiro. O abaixo assinado criado por Caio França e sua equipe pode ser encontrado no seguinte link: https://bit.ly/3ZA3L1Z

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Apagão 2024

Mancha solar reaparece e pode causar apagão

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo

TRÂNSITO NA saída DA CAPITAL

Saída de SP têm trânsito intenso na véspera do feriado

Nas ruas da Capital, a Marginal Tietê é a via que apresenta situação mais complicada. Régis, Raposo e Castelo Branco apresentam complicações

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter