X

EDUCAÇÃO

Capital: Mais de 1 milhão de alunos da rede municipal voltam às aulas

O prefeito Ricardo Nunes acompanhou a chegada dos alunos em uma escola municipal, pela manhã

Da Reportagem

Publicado em 06/02/2023 às 12:44

Atualizado em 06/02/2023 às 12:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Estudante da rede municipal de ensino de São Paulo / Marcelo Pereira/Secom

Mais de 1 milhão de estudantes matriculados nas escolas da rede municipal de São Paulovoltam às aulas nesta segunda-feira (6) para o início do ano letivo de 2023. O prefeito Ricardo Nunes e o secretário municipal de Educação, Fernando Padula, acompanharam a chegada dos alunos na EMEF Professora Áurea Ribeiro Xavier Lopes.

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, melhorar o sistema educacional municipal, que conta com mais de 1 milhão de alunos e 4.100 unidades escolares, é um grande desafio.  “Nosso grande desafio é poder melhorar cada dia mais o sistema educacional municipal. Esse ano melhoramos a questão do transporte escolar gratuito, que era oferecido para crianças que estavam a até 2 km da escola. Agora esse benefício também está disponível para crianças que estão a 1,5 km”, disse.

A Secretaria Municipal de Educação também atua no reforço escolar. “Foi instituído um programa de reforço escolar. Nós tivemos dois anos com as crianças fora do período escolar integral e é necessário que a gente faça a recuperação desse tempo perdido”, explicou o prefeito.

Nas últimas semanas, a Prefeitura de São Paulo trabalhou em diferentes frentes para preparar a retomadas das aulas. De forma inédita, os créditos para aquisição do material escolar e uniforme da rede municipal foram colocados à disposição dois meses antes do início das aulas, ainda no ano passado. Até o momento, mais de 760 mil compras foram realizadas pelas famílias dos estudantes.

Segundo a gestão municipal, as melhorias na infraestrutura das escolas, como pintura e manutenções em geral, foram garantidas por meio da verba decentralizada que chega pelo Programa de Transferência de Recursos (PTRF) e garante mais autonomia aos gestores e agilidade na execução dos serviços. No ano passado, R$ 546 milhões foram investidos no programa.

“Também contamos com uma equipe de 600 profissionais dedicada exclusivamente para fazer reparos nas escolas. Nossa missão é garantir que tudo esteja preparado para receber os alunos com muito entusiasmo garantindo seu direito à aprendizagem por meio de políticas públicas para a promoção de educação inclusiva e integral”, afirmou o secretário Fernando Padula.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Apagão 2024

Mancha solar reaparece e pode causar apagão

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo

LITORAL FLUMINENSE

Surfista de Guarujá conquista etapa nacional em Saquarema

O atleta entrou no torneio durante o tratamento de uma torção de joelho, e mesmo assim garantiu a primeira colocação

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter