X

PERIGO NA PRAIA

Caravelas portuguesas aparecem no Litoral de SP; saiba quais são os riscos aos banhistas

Em entrevista, o biólogo Pedro Trasmonte explica os perigos do contato direto com este animal

Joe Silva

Publicado em 18/01/2023 às 15:25

Atualizado em 18/01/2023 às 15:29

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A aparição destes animais não é tão rara quanto se imagina / Reprodução/Facebook/Praia Grande e Região

A aparição de uma caravela-portuguesa na faixa de areira de Praia Grande, litoral paulista, deixou alguns moradores e turistas preocupados. O animal, que foi flagrado em um vídeo por curiosos nesta terça-feira (17), pode oferecer riscos aos humanos, segundo explicou o biólogo e educador Pedro Trasmonte, ao Diário do Litoral.

De acordo com o especialista, as caravelas-portuguesas têm em seu corpo tentáculos capazes de causar queimaduras pelo fato de soltarem toxinas. 

"A caravela-portuguesa, na verdade, é uma colônia de vários animais chamados "pólipos", cada um com uma função. Ela pertence ao mesmo grupo das águas vivas, anêmonas e corais, os Cnidários", explica Trasmonte.

O susto causado aos frequentadores da praia nesta terça foi obra das marés que devem ter trazido o animal para a faixa de areia, conforme explica o cientista. "Ela não possui capacidade de movimentação própria, sendo levada pela corrente das marés e a ação do vento... São alimento importante para as tartarugas marinhas".

Belas mas perigosas 

O animal chama a atenção por suas cores vibrantes, mas biólogo faz um alerta sobre a importância de não manipular a espécie. 

"Apesar de belas, os tentáculos da caravela possuem células com toxinas urticantes que, em contato com a nossa pele, provocam ardor e queimação intensa. Não é recomendado de forma alguma mexer nelas ou nos seus parentes, águas-vivas", complementa.

O que fazer em caso de queimaduras?

Acidentes com as caravelas-portuguesas podem acontecer e, nestes casos, é importante procurar por atendimento médico, ressalta Trasmonte.

"Em caso de contato acidental e queimadura, o recomendado é retirar os tentáculos com proteção e lavar a região com a própria água do mar, buscando auxílio médico se necessário", afirma.

O profissional lembra também que lavar o local com água doce não é uma boa alternativa. "Jamais [se deve] limpar o local com qualquer outra substância, especialmente água doce, pois potencializam a sensação de queimação", conclui.

Os tentáculos deste animal podem causar queimaduras de terceiro grau. Vídeo: Reprodução/Facebook/Praia Grande e Região

O habitat natural das caravelas-portuguesas são águas tropicais. Elas são carnívoras e têm como principal presa pequenos peixes.

Além disso, a aparição delas não é rara como se imagina, pois podem ser facilmente vistas por banhistas durante a primavera e verão. Isso acontece porque elas são trazidas à orla por influência da corrente de água central do Atlântico Sul.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Apagão 2024

Mancha solar reaparece e pode causar apagão

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo

LITORAL FLUMINENSE

Surfista de Guarujá conquista etapa nacional em Saquarema

O atleta entrou no torneio durante o tratamento de uma torção de joelho, e mesmo assim garantiu a primeira colocação

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter