X

Furto planejado

VÍDEO: Criminosos furtam cerca de 300 relógios e 200 joias na zona leste de SP

Joalheria localizada na avenida Marechal Tito, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, calcula prejuízo de R$ 400 mil

Lucas Souza

Publicado em 05/03/2024 às 19:00

Atualizado em 05/03/2024 às 19:04

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Criminosos furtam cerca de 300 relógios e 200 joias na zona leste de SP / Reprodução/Tv Globo

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Uma joalheria na avenida Marechal Tito, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, teve cerca de 300 relógios e 200 joias furtadas na madruga desta segunda-feira (4). O prejuízo ficou em torno de R$ 400 mil, de acordo com estimativa do gerente da loja. 

VÍDEO: Policial aposentado é morto por criminoso na zona leste de SP

Para realizarem o furto, os ladrões arrombaram uma porta, quebraram a parede e retorceram placas de aço. O texto conta com informações do “G1”.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo câmeras de segurança, três homens entram no estabelecimento e pegam o dinheiro do caixa usando luvas e celulares para iluminar a loja.

Algumas câmeras de segurança tiveram seus HDs arrancados pelos criminosos. Porém, as câmeras geradoras de imagens via Wi-Fi registraram o crime.

VÍDEO: homem é assaltado com arma de grosso calibre na zona sul de SP

Ação criminosa

Ainda nas imagens, os homens escolheram os produtos que seriam levados e tentaram abrir as vitrines com um molho de chaves. Sem êxito, os produtos expostos foram levados com ajuda de uma barra de ferro, utilizada para remover a porta de vidro.

A sirene foi acionada, mas logo na sequência foi desativada pelos criminosos. Para o gerente, que optou por não se identificar, o furto foi uma ação estudada e planejada pelos três homens.

"A forma como aconteceu, eles foram muito precisos. A parede que eles escolheram para quebrar ali. Se é meio metro pra um lado, meio metro pro outro, já não daria tão certo. A forma como vieram na vitrine, meio que escolhendo assim o que vai levar, o que não vai. Tudo que eles levaram é o que a gente tinha de mais valor na loja, né?", disse o gerente para o "G1". 

O gerente ainda complementou com a quantidade de itens levados pelos criminosos. "Levaram muita coisa, entre relógios, joias, dinheiro. A gente estima aí que uns 300 relógios, 350. Joias a gente tinha umas 200 de ouro. De prata era umas 300, 400. Tinha muita coisa", finalizou ao "G1". 

Investigação 

Registrado como furto, o caso foi levado até o 22º Distrito Policial, de São Miguel Paulista. Nenhum dos criminosos foi preso.

*Texto sob supervisão de Matheus Herbert

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Leilão de veículos

Detran-SP realiza leilão online com lances a partir de R$ 2 mil

Carros conservados e sucatas disponíveis; visite e faça seu pré-lance em julho

Licitação

Prefeitura de Capivari abre licitação de R$ 807 mil para recapear ruas

Obras serão destinadas às ruas Vitório Gatti e Américo Forti, no bairro Porto Alegre; prazo de entrega da obra é de até 3 meses

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter