Publicidade

X
Estado

'Diabão' de Praia Grande inova e faz moicano de pinos metálicos implantados

No Instagram, Diabão destacou que as peças de metal foram fixadas no couro cabeludo, da região da testa até o topo da cabeça

Publicidade

Reprodução/Instagram

Conhecido como "Diabão", o tatuador Michel Faro Praddo mostrou sua nova modificação facial, na qual foram implantados pinos metálicos sobre a cabeça. Uma de suas transformações mais polêmicas consistiu na coloração dos olhos e na retirada das orelhas. 

No Instagram, Diabão destacou que as peças de metal foram fixadas no couro cabeludo, da região da testa até o topo da cabeça, em um formato semelhante ao penteado moicano.

Segundo ele, o procedimento foi realizado pelo tatuador e modificador corporal Angelo Martinez, especialista em Eyeball Tattoo, e contou com o apoio de sua esposa Carol Praddo, apelidada de Mulher Demônia, que também aplicou os pinos em seu corpo.

"Obrigado Angelo Martinez pelo trabalho, tanto em mim como na minha gata, Carol Praddo, amei irmão... obrigado pelo suporte e o apoio no procedimento e pela parceria nas minhas realizações", escreveu. 

Michel Praddo ganhou notoriedade por ter realizado 60 modificações ousadas. Muitas das quais envolveram 17 implantes de silicone; 30 escarificações (prática de provocar cicatrizes); sete implantes transdermais (adornos colocados debaixo da pele); remoção de parte do nariz e da orelha; retirada dos mamilos e do dedo anelar; uma eyeball tatoo (tatuagem no "branco" do olho); uma bifurcação na boca, um implante dentário de prata e entre outras.

A última alteração feita por Praddo, em abril, foi cortar as orelhas, método considerado extremo por especialistas, que alertam para possíveis prejuízos à audição e hipersensibilidade aos estímulos auditivos, assim como outros efeitos colaterais como alterações na sensibilidade da face, infecções e complicações intracranianas.

Além de transformações estruturais, o Diabão também tem tatuagens cobrindo 85% de seu corpo. Um de seus objetivos é entrar para o Guinness Book, o livro dos recordes, como o homem que mais modificou a si mesmo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Inclusão

TRF suspende liminar que obrigava IBGE a incluir orientação sexual no Censo

Instituto argumenta que não teria tempo hábil nem orçamento suficiente para fazer o acréscimo das perguntas de forma adequada no levantamento

CPI do MEC

Suspeita de interferência de Bolsonaro aumenta pressão por CPI do MEC

A oposição no Senado ainda tenta engrossar com ao menos mais dois nomes o requerimento para criação de uma CPI do MEC

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software