Publicidade

X

FOLIA NA METRÓPOLE

Domingo de Carnaval em SP tem mistura de sertanejo, funk e até rock

Mistura de estilos musicais foi o que embalou as multidões, com Michel Teló, Pabllo Vittar e Iza, entre outros nomes e gêneros

STEPHANIE PIOVEZAN, LEONARDO ZVARICK E CAMILA ZARUR - FOLHAPRESS

Publicado em 11/02/2024 às 21:53

Atualizado em 11/02/2024 às 21:59

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Bloco de Carnaval em SP / Valter Campanato/Agência Brasil

O domingo carnavalesco em São Paulo foi marcado por blocos cujo ritmo principal passava ao largo do samba, das marchinhas e do axé, embora os intérpretes adaptassem hits para o alalaô.

A mistura de estilos musicais foi o que embalou as multidões, com o sertanejo Michel Teló, entoando o clássico "Evidências", e Pabllo Vittar e seu frenesi, no Parque Ibirapuera, e a cantora pop Iza, agitando seu cortejo ao som de "Pesadão", em Santo Amaro.

Faça parte do grupo do Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Michel Teló começou seu desfile com o bloco Bem Sertanejo por volta das 12h30. Cantou Anunciação, de Alceu Valença, mas, em seguida, Teló que reinterpretaria clássicos da música sertaneja em ritmo de axé .

O sertanejo teve o reforço da cantora Roberta Miranda, que estreou no Carnaval no Ibirapuera, para aumentar o coro caipira.

No bloco da cantora Iza, que desfilou por volta das 11h, na zona sul de São Paulo, além dos sucessos pops da artista carioca, por volta das 15h20, o funk foi o que tomou conta da trilha sonora do grupo do Pesadão. Isso porque subiu ao palco MC Carol, primeira convidada da atração.

Sucessos da cantora, como "Meu namorado é maior otário" foram entoados em coro pelo público. Em alguns pontos, rodas de dança foram abertas em meio à multidão.A apresentação de MC Carol durou cerca de 40 minutos.

Com o bloco caminhando para a hora final, teve início o show da banda NX Zero, de pop-rock. O grupo apresentou sucessos antigos ao público, como "Onde estiver" e "Cedo ou tarde".

A exibição da cantora Pabllo Vittar acabou sendo afetada pelo calor e pelo excesso de pessoas passando mal, o que acabou paralisando o desfile. Mesmo assim, ela desfilou hits e completou o dia de Carnaval sem samba, nos megablocos paulistanos.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

AMARELINHA

Dorival chama são-paulinos e palmeirenses na primeira convocação

Dorival Jr. fez a sua primeira convocação para a seleção brasileira nesta sexta; veja lista

MUNDO

OMS afirma que uma a cada oito pessoas são obesas

Cerca de mais de 1 bilhão de pessoas são obesas; obesidade entre crianças quadruplicou desde 1990

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter