Publicidade

X
LATROCÍNIO

Em vídeo, jovem grita 'Eu não tenho nada!' antes de morrer com 4 tiros em SP

Gravação mostra o desespero de rapaz durante assalto

Publicidade

Vídeo mostra rapaz em desespero antes de ser morto em assalto, em SP / Reprodução

Um vídeo registrado por uma câmera de segurança mostra o desespero do jovem que morreu durante um assalto ocorrido na noite de segunda-feira (25) na zona sul de São Paulo. Na gravação, a vítima grita "Eu não tenho nada", pouco antes de ser alvejado com quatro disparos. Ainda no vídeo, a namorada dele pede por socorro e em seguida o criminoso foge do local. 

Assista abaixo:

 

Gravação registra latrocínio ocorrido na segunda-feira (25), na zona sul de SP. - Vídeo: Reprodução/TV Globo

 

Renan Silva Loureiro estava com a namorada na rua Freire Farto, no Jabaquara, por volta das 22h40, quando foram abordados pelo criminoso.

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) informa que os policiais militares foram acionados para atender a ocorrência e no local, foram informados que um homem, de moto, abordou o casal que passava pela rua e, armado, anunciou o assalto. O texto conta com informações do "Estadão".

De acordo com a companheira da vítima, eles entregaram os aparelhos celulares. Porém, antes de fugir, o criminoso atirou no jovem. O atendimento médico foi acionado, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 

O caso foi registrado como latrocínio pelo 16º DP (Vila Clementino) e encaminhado ao Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). O inquérito policial está sob responsabilidade do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

 

Criminalidade aumenta em SP

 

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou que o  número de roubos, furtos e homicídios cresceu no estado de São Paulo no mês de março, em comparação com o mesmo período de 2021.

Os roubos em geral tiveram aumento de 22%, de 16.951 para 20.719, em março, os furtos subiram para 52%: de 33.237 para 50.467 . Os casos de homicídios dolosos aumentaram de 237 para 241. Os homicídios culposos aumentaram 56%, de 16 para 25 registros

O indicador de roubos de veículos também teve aumento de 36% e foi de 2.560 para 3.482 registros e a quantidade de registros de furtos na mesma modalidade subiu de 6.301 para 8.296 casos, um aumento de 31%.

Assaltos a banco caíram de 2 para 1, e os roubos de carga reduziram 3%, passando de 575 para 558.

Na capital, os casos de roubos cresceram 25%, de 9.548 para 11.937 em março de 2022. O número de furtos registrados teve aumento de 72%, crescendo de 12.192 para 21.005.

O mesmo ocorreu com os roubos e furtos de veículos que foram de 1.044 para 1.385 e de 2.793para 3.749, respectivamente.

Os casos de estupro de vulnerável também tiveram alta de 142 para 178.

 

* Contribuiu nesta matéria Maria Eduarda Guimarães

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política e economia

Bolsonaro elogia Senado por PEC que autoriza o gasto de bilhões fora do teto

Presidente ainda cobrou de governadores do Nordeste que abaixem o preço dos combustíveis

Solidariedade

Camisa de Cristiano Ronaldo é leiloada e valor será doado ao exército ucraniano

O item doado por um garoto de 14 anos que vive na região de Ivano-Frankisvk foi arrebatado por 2,2 mil euros

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software