Publicidade

X

OPERAÇÃO

Esquadrão Antibombas realiza explosão controlada de artefato suspeito em Taboão da Serra

A operação detonou um artefato suspeito de ser um explosivo que foi deixado em frente a delegacia de Taboão da Serra

GSP e Portal O Taboanense

Publicado em 21/11/2023 às 10:09

Atualizado em 21/11/2023 às 10:23

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Os policiais do GER utilizaram novamente o robô para levar o explosivo até a mochila / EDUARDO TOLEDO/O TABOANENSE

Na noite desta segunda-feira (20), o Grupo Especial de Reação (GER) da Polícia Civil, especializado Operações Táticas Especiais e Ações Antibomba, detonou um artefato suspeito de ser um explosivo que foi deixado em frente a delegacia de Taboão da Serra, na região metropolitana de São Paulo. Após a operação, foi verificado que a mochila não continha explosivos. As informações são do portal "O Taboanense".

A operação durou cerca de três horas e movimentou a Polícia Civil, Polícia Militar, GCM de Taboão da Serra e interditou a rua Jovina de Carvalho Dáu, no Pq. Santos Dumont, alterando o tráfego de veículos da região central.

O portal O Taboanense transmitiu ao vivo toda operação. Veja vídeo abaixo:

 

A Polícia Civil inicia nesta terça-feira (21) a investigação do caso. Além da mochila deixada em frente da delegacia, uma viatura foi pichada com símbolos nazistas e no asfalto uma marca de bomba.
 

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo o delegado titular do 1º DP, Christian Nimoi, já no primeiro horário desta terça-feira as equipes de investigação irão recolher imagens de câmeras de segurança de comércios e da prefeitura para identificar os autores do crime.

O GER utilizou um robô para capturar o artefato que foi transferido para o meio da rua, em local seguro. Com o uso de um scanner os policias encontraram conteúdo suspeito dentro da mochila, o que levou a decisão de uma detonação controlada do artefato.

Os policiais do GER utilizaram novamente o robô para levar o explosivo até a mochila. Em um trabalho minucioso o detonador foi posicionado para evitar qualquer dano e em seguida ocorreu a detonação. Uma análise dos peritos mostrou que o artefato não tinha potencial explosivo.

De acordo com o comandante do GER, Fabio Bopp, o grupo especializado foi chamado após policias da 1º DP de Taboão da Serra perceberem que no local foi deixado a mochila. “A delegacia percebeu que tinha umas cosias diferentes do habitual, poderia ser explosivos e fomos acionados e estivemos aqui para um apanhando geral, mas não foi identificado nenhum explosivo”, disse ao Portal O Taboanense.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

sorte grande

R$ 173 milhões! +Milionária sorteia premio acumulado; confira como apostar

No último sorteio nenhuma aposta acertou a combinação de seis dezenas e dois trevos; próximo sorteio será hoje (17)

ELEIÇÕES 2024

Análise: Nunes lidera em SP, mas se aproxima de teto no 1º turno

Segundo Instituto Badra, o emedebista dá sinais de ter atingido o seu teto para o primeiro turno; veja análise de todos os pré-candidatos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter