X

PREOCUPANTE

Estado de SP: Estupros aumentam 7% em 2021

Relatório do Instituto Sou da Paz aponta que quatro das seis categorias de crimes violentos subiram em 2021 em relação a 2020

Da Reportagem

Publicado em 05/05/2022 às 13:39

Atualizado em 05/05/2022 às 13:52

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Reprodução

Os registros de estupro no estado de São Paulo subiram 7% em 2021 em comparação a 2020, segundo relatório do Instituto Sou da Paz baseado em dados da Secretaria de Segurança Pública. Matéria contém informações do g1.

Foram 11.762 registros de estupro no ano passado no estado, contra 11.023 em 2020. O valor é um pouco menor do que o registrado em 2019, quando 12.374 casos foram notificados.

Dos dez distritos policiais que mais registraram ocorrências em 2021, sete ficam na Grande São Paulo: Itapevi, Guarulhos e Carapicuíba encabeçam a lista.

Na capital, as delegacias do Capão Redondo e do Jardim das Imbuias, na Zona Sul e de Perus, na Zona Norte, tiveram o maior número de registros de estupro. No total, a cidade contabilizou mais de duas mil vítimas no ano.

Os dados ainda mostram que 77% dos estupros registrados no estado foram em pessoas vulneráveis: crianças e adolescentes menores de 14 anos ou quem tem alguma doença que impede o entendimento do ato.

"Nós identificamos que 83% das vítimas são meninas, e o pico da violência acontece aos 13 anos de idade. Os meninos também são vítimas desse tipo de violência mais cedo, entre 4 e 5 anos. A autoria é identificada na maioria dos casos, o que indica que são pessoas conhecidas, são pessoas próximas", disse Cristina Neme, coordenadora de projetos do Instituto Sou da Paz.

Além dos estupros, os casos de extorsão mediante sequestro também aumentaram. Um exemplo desse tipo de crime é quando o criminoso sequestra a vítima e a obriga a fazer uma transferência bancária. Foram 23 casos no ano passado, contra 21 em 2019, e 10 em 2020.

Já os roubos de veículos tiveram uma queda grande de 2019 para 2020, quando começou a pandemia, mas voltaram a crescer em 2021. Passaram de 33 mil. A tendência é a mesma nos casos de roubos em geral. Queda de 2019 para 2020, e aumento em 2021.

Já os homicídios dolosos, quando há intenção de matar, e latrocínios tiveram queda de 2020 para 2021.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que, em comparação a 2019, os números de estupro indicam queda, e que trabalha pra que não voltem a crescer. Também disse que vai dobrar o policiamento na capital.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CAMPEONATO BRASILEIRO 2024

Nos últimos minutos, o Palmeiras perde para o Fluminense pelo Brasileirão

Após a derrota, o Palmeiras caiu para a terceira posição com 36 pontos

CAMPEONATO BRASILEIRO 2024

Pelo Brasileirão, São Paulo e Botafogo empatam no MorumBis

Com o resultado, o Botafogo segue na liderança com 40 pontos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter