X

LITORAL PAULISTA

Garoto morre após ser agredido em escola da Baixada Santista; veja vídeo

Adolescente de apenas 13 anos foi agredido por colegas e morreu na última terça; deputada pede explicações a órgãos de segurança e de educação

Bruno Hoffmann

Publicado em 18/04/2024 às 15:09

Atualizado em 18/04/2024 às 16:01

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O garoto Carlos Teixeira morreu na última terça, em Praia Grande / Arquivo pessoal

A deputada estadual Andréa Werner (PSB-SP) cobrou de vários órgãos investigação sobre o caso do adolescente Carlos Teixeira, que foi agredido em uma escola estadual de Praia Grande, no litoral sul paulista, em 9 de abril e morreu na última terça-feira (16). O garoto tinha apenas 13 anos.

Segundo o pai, o menino apresentava fortes dores após os colegas da escola Professor Júlio Pardo Couto. terem pulado em suas costas durante a agressão. Ele foi levado para um Pronto Socorro, onde foi medicado e liberado no dia 9. Porém, as dores continuaram e ele foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central, onde Carlos foi internado. 

O menor acabou morrendo dentro da unidade de saúde.

Veja vídeo da agressão:

Deputada pede esclarecimentos

Andréa Werner pediu respostas, por meio de ofícios enviados na noite desta quarta-feira (17), do Ministério Público, da Secretaria Estadual da Educação e da Secretaria de Segurança Pública.  De acordo com relatos, os casos de violência contra o garoto eram recorrentes.

A parlamentar, que coordena a Frente Parlamentar pela Inclusão Escolar na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), solicitou abertura de inquérito também à Promotoria Criminal em Santos.

“A escola tem que ser um lugar seguro para todas as crianças e adolescentes, independentemente de suas particularidades. Recebemos o contato da família ontem e já oficiamos a secretaria da Educação e a de Segurança Pública pedindo a apuração rápida dos fatos, bem como o MP”, explicou ela.

“Além de dar uma satisfação à família, é importante agir para que esse tipo de situação não se repita”, completou Andréa.

Segundo a parlamentar, o caso foi registrado na Polícia Civil em Santos como “morte suspeita”, mas “não criminal”, de natureza “acidental”.

Polícia investiga caso

A reportagem questionou a SSP sobre o caso. A pasta informou que a Polícia Civil investiga o caso. Leia a nota na íntegra:

"A Polícia Civil investiga a morte de um adolescente, de 13 anos, nesta terça-feira (16), na Praia Grande. Foi solicitado exame necroscópico. A equipe do 1º DP de Praia Grande realiza diligências dos fatos para esclarecer o caso, registrado como morte suspeita, com apoio da Diretoria de Ensino de São Vicente.

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) lamenta profundamente o falecimento do estudante e abriu uma apuração preliminar interna do caso. Uma equipe do Conviva, incluindo psicólogo, foi colocada à disposição da escola para acolhimento e orientações aos estudantes e comunidade".

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Confira o resultado do Timemania no concurso 2098, nesta terça

O prêmio é de R$ 3.000.000,00

Brasil

Confira o resultado do Dia de Sorte no concurso 919, nesta terça

O prêmio é de R$ 550.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter