Publicidade

X
RECEBA A POLÊMICA

Luva de Pedreiro: Ex-empresário acionou justiça para censurar entrevistas

Em trechos que puderam ir ao ar, Iran Ferreira afirmou que nem ele e nem seus pais sabem ler e que o jovem não tinha mais o controle do que postar nas redes

Publicidade

Allan Jesus, ex-empresário do jovem e Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro / Reprodução

Trechos das entrevistas com o influenciador digital Iran Ferreira, mais conhecido como Luva de Pedreiro contando detalhes sobre o contrato com o ex-empresário Allan Jesus, que iriam ao ar no Fantástico (Globo) e Domingo Espetacular (Record) deste domingo (03/07) foram barrados por meio de uma liminar judicial.

Durante o final do Show da vida, a TV Globo se manifestou a respeito do assunto e destacou que irá recorrer da decisão em defesa do jornalismo.

"Na sexta-feira, a TV Globo foi notificada de uma liminar concedida a Allan Silva Jesus. Na decisão, a juíza impede a divulgação de informações sigilosas do contrato entre os dois e proíbe que sejam exibidas quaisquer manifestações que fomentem discurso de ódio contra o ex-empresário. A TV Globo não compactua com discursos de ódio e ameaças são inaceitáveis em qualquer situação", iniciou a apresentadora Poliana Abritta.

"Divergências sobre questões contratuais devem ser decididas pelo poder judiciário. O jornalismo apura com isenção todos os lados da notícia e produz conhecimentos sobre os fatos. É direito da sociedade ter acesso a todos os acontecimentos relevantes. A TV Globo entende que a liminar viola a liberdade de imprensa e expressão, pilares da democracia e protegidas pela Constituição. Por isso, vai recorrer da decisão. Em cumprimento a decisão judicial, a reportagem que a gente vai exibir agora não terá as informações vetadas pela liminar", explicou.

Mesmo com a decisão, a Globo exibiu uma matéria editada retirando as partes que poderiam descumprir a determinação judicial. Em alguns momentos, o canal deixou claro que tinha informações que não poderiam ser ditas, como o valor da multa rescisória.

A Record TV seguiu na mesma linha, e sequer citou o nome do ex-empresário Allan Jesus.

“Todo o dinheiro que peguei até agora, foi emprestado. Estou até devendo R$ 70,00 a um cara, porque comprei uma bola", afirmou o jovem.

Iran assinou o contrato sem a supervisão de um advogado. O repórter perguntou o motivo do influenciador não ter lido o contrato antes de assinar. “Não sei ler, não”, disse. Ele também contou que nem o pai nem a mãe sabem ler.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Democracia

Fachin defende urnas e se opõe às fake news em mensagem para mobilização de 11 de agosto

Declarações do presidente do TSE foram feitas em meio a insinuações golpistas e ataques do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral

INCLUSÃO

Taboão da Serra realiza eleição para Conselho da Pessoa com Deficiência

No total serão eleitos 20 membros, sendo dez titulares e dez suplentes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software