X

MORTE EM SP

Jovem é assassinado após encontro marcado por aplicativo de relacionamento

Polícia de São Paulo investiga o assassinato e família acredita se tratar de crime de ódio

Natália Brito

Publicado em 15/06/2024 às 13:15

Atualizado em 15/06/2024 às 13:36

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Leonardo Rodrigues Nunes, de 24 anos, foi vítima de assassinato / Reprodução/Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de São Paulo está investigando o assassinato de Leonardo Rodrigues Nunes, de 24 anos, que foi encontrado morto após um encontro marcado por meio de um aplicativo de relacionamento gay.

A vítima, natural de Minas Gerais, morava na região central da capital paulista. O encontro foi agendado para a Vila Natália, na zona sul de São Paulo, com um rapaz que ele havia conhecido pelo aplicativo "Hornet".

Como forma de segurança, Leonardo compartilhou sua localização com amigos antes de sair de casa, por volta das 23h. Ele avisou os amigos que, se não retornasse até as 2h, eles deveriam acionar a polícia.

Quando o prazo combinado passou sem notícias do jovem, um dos amigos registrou um boletim de ocorrência. A preocupação aumentou após descobrirem que o perfil do rapaz com quem Leonardo havia marcado o encontro havia sido apagado do aplicativo.

Suspeita de crime de ódio e homofobia

Familiares e amigos da vítima afirmaram ao portal "g1" que acreditam se tratar de um crime de ódio. "Se fosse roubo, custava só roubar, já que é isso que quer? Nada disso vale uma vida", disse Evelyn Andrade, amiga de Leonardo.

"Isso não pode continuar. Hoje foi o meu filho, amanhã é o filho de quem? Quantos mais Leos a gente vai precisar perder?" indagou a mãe da vítima.

"Ele morreu porque ele era gay. A gente está vivendo em um mundo de ódio. Mas é um ódio que é direcionado. Você não vê ódio contra héteros, você não vê ódio contra brancos ou contra ricos. Você vê ódio contra preto, pobre e contra gays", declarou o pai do jovem.

O corpo de Leonardo foi velado no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Vila Nova Galvão, neste sábado (15),  das 8h às 14h.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que ele foi baleado e levado até o pronto-socorro do Hospital Ipiranga, onde morreu.

  

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PRAIAS ESCONDIDAS

5 praias menos movimentadas do Guarujá para relaxar

Muito procurada pelos turistas, a cidade do Guarujá também possui praias menos exploradas para quem quer mais privacidade

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

Melhor cidade para envelhecer fica na Grande SP; confira ranking

De acordo com dados do Censo Demográfico 2022, o número de pessoas com 65 anos no País aumentou mais de 57% nos últimos 12 anos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter