X

MANÍACO DA PERUCA

Maníaco da Peruca é condenado a 60 anos de prisão por assassinatos

O Tribunal de Júri de Santos, no litoral de SP, condenou o dentista por três homicídios consumados e duas tentativas

Da Reportagem

Publicado em 13/05/2022 às 12:40

Atualizado em 13/05/2022 às 12:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Dentista Flávio Nascimento Graça, 'Maníaco da Peruca' / Reprodução

O Tribunal de Júri de Santos, no litoral de São Paulo, condenou na quinta-feira (12) o dentista Flávio Nascimento Graça, de 39 anos, a 60 anos de prisão em regime inicial fechado, sem possibilidade de apelação, por três homicídios consumados e duas tentativas. As informações são do G1.

Conhecido como o ‘Maníaco da Peruca‘, por atacar a vítima usando óculos e peruca como disfarce, Flávio está preso desde de novembro de 2018. Durante o julgamento, dois laudos sobre a sanidade mental do acusado foram apresentados pelo advogado de defesa de Flávio, Eugênio Malavasi. Os laudos foram feitos por peritos do Fórum.

Segundo a defesa, os documentos atestaram que o réu é inimputável, ou seja, teria doença mental, o que compromete a sanidade ao cometer os crimes. No entanto, o júri entendeu que o autor dos crimes sabia o que estava fazendo quando matou as vítimas, e é capaz de responder criminalmente pelos atos. Assim como a defesa do réu, a acusação também apresentou um laudo sobre a sanidade de Flávio.

Relembre o caso

As vítimas fatais do ‘Maníaco da Peruca’ foram três irmãos, todos também dentistas, que eram donos de uma clínica odontológica. Flávio também tentou assassinar um sobrinho das vítimas e uma funcionária da mesma empresa. Os crimes foram cometidos em 2014 e 2015. O assassino estava foragido há mais de três anos, quando foi preso em novembro de 2018.

Segundo as investigações, o acusado mantinha dois consultórios em São Vicente, também no litoral paulista, mas fechou os estabelecimentos quando a clínica concorrente se instalou na mesma região. O criminoso culpava as vítimas pelas dificuldades financeiras que enfrentou na época.

De acordo com a polícia, em menos de um ano, sempre usando uma peruca e óculos escuros, o acusado matou a tiros os dentistas Agilson Correa de Carvalho, de 54 anos, Aldacy Correa de Carvalho, de 56, e Arnaldo Correa de Carvalho, de 54, além de balear um sobrinho das vítimas e de fazer uma emboscada para assassinar uma mulher de 40 anos que trabalhava como esterilizadora na clínica dos três irmãos.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Futebol internacional e nacional

Confira agenda de jogos desta segunda-feira no futebol

Seleção brasileira estreia na Copa América contra a Costa Rica; confira também os confrontos da Eurocopa, Campeonato Brasileiro e Copa Paulista, e onde assistir ao vivo

Oportunidade

Prefeitura de Jundiaí abre 70 vagas de emprego esta terça-feira

Remuneração varia de acordo com o cargo oferecido, podendo ser de R$ 1.412 a R$ 1.901

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter