Publicidade

X
INVESTIGAÇÃO EM SP

MP abre inquérito para apurar ações na Cracolândia após morte no local

Raimundo Fonseca foi baleado durante operação para prender traficantes e que retirou dependentes químicos da Praça Princesa Isabel

Publicidade

Operação na Praça Princesa Isabel / Danilo Verpa/Folhapress

O Ministério Público de São Paulo instaurou nesta segunda-feira (16) um inquérito para investigar as ações ocorridas na região da Cracolândia nas últimas semanas. As informações são do g1.

Na quinta-feira (12), Raimundo Fonseca Junior, um dependente químico de 32 anos, morreu durante operação policial no local.

A ação tinha como objetivo prender traficantes e retirou dependentes químicos da Praça Princesa Isabel, para onde os usuários tinham migrado há mais de um mês. Prefeitura e as forças de segurança do estado vem realizando intervenções no local desde então.

A portaria do Ministério Público foi elaborada pelas promotorias de Direitos Humanos, Saúde e inclusão social, Habitação e Urbanismo e Infância e Juventude.

Neste domingo (15), um grupo de cerca de 200 pessoas protestou contra a morte de Raimundo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Inclusão

TRF suspende liminar que obrigava IBGE a incluir orientação sexual no Censo

Instituto argumenta que não teria tempo hábil nem orçamento suficiente para fazer o acréscimo das perguntas de forma adequada no levantamento

CPI do MEC

Suspeita de interferência de Bolsonaro aumenta pressão por CPI do MEC

A oposição no Senado ainda tenta engrossar com ao menos mais dois nomes o requerimento para criação de uma CPI do MEC

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software