X

Interior PAULISTA

Mulher é condenada a 4 anos de prisão por cortar o pênis do marido

Após cortar o órgão, ela o jogou na privada e deu descarga para que uma cirurgia de reimplantação não fosse possível

Lucas Souza

Publicado em 16/05/2024 às 16:30

Atualizado em 17/05/2024 às 17:26

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Daiane dos Santos Farias foi condenada há mais de quatro anos de prisão, por cortar o pênis do marido / Divulgação

A Justiça condenou, nesta quarta-feira (15), Daiane dos Santos Farias a mais de quatro anos de prisão por cortar o pênis do marido após descobrir uma traição. O caso aconteceu em Atibaia, no interior paulista, em dezembro de 2023.

Siga a Gazeta nas redes sociais e mantenha-se bem informado!

Além de cortar o órgão, Daiane também tirou uma foto, jogou na privada e deu descarga para que uma cirurgia de reimplantação não fosse possível.

Segundo a juíza Roberta Layaun Chiappeta de Moraes Barros, trata-se de um crime grave, o qual a ré apresentou “peculiar frieza, de forma traiçoeira e dissimulada”.

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Outro ponto importante na decisão da juíza foi a debilidade da vítima, que “teve sua integridade física seriamente violada”.

Daiane foi condenada a quatro anos, oito meses e 26 dias de prisão em regime fechado por lesão corporal grave.

O que disse a defesa

Mesmo estando satisfeita com a sentença da juíza, a defesa informou por meio de nota que vai solicitar um regime semiaberto para Daiane, segundo informações do “G1”.

Relembre o caso

No dia 22 de dezembro de 2023, uma mulher foi à delegacia de Atibaia e confessou ter cortado o pênis do marido.

Segundo boletim de ocorrência, a mulher descobriu, no dia de seu aniversário, que seu marido trocou "nudes" com a sobrinha, de 15 anos, de Daiane. Para se vingar, a mulher esperou o marido em sua casa para, então, se vingar.

O plano era iniciar uma relação sexual com ele e, durante o ato, amarrar suas mãos para enfim cortar o órgão genital. Daiane utilizou uma calcinha e uma navalha para se vingar do marido.

Após o incidente, a mulher foi à delegacia com o irmão e confessou o crime. Já a vítima foi atrás de socorro.

*Texto sob supervisão de Diogo Mesquita

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CRIME DE TRÂNSITO

Motoristas pagam R$ 600 por dispositivo anti-multa

Golpe da folha magnética permite encobrir caracteres da placa do veículo

Licitação

Prefeitura de Cafelândia abre licitação de R$ 611 mil para pavimentação.

Critério de julgamento será de menor preço global; Abertura da sessão pública será dia 17 de junho, às 9h

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter