Publicidade

X

SAÚDE NA GRANDE SP

Para ampliar atendimento básico, Taboão da Serra recebe 54 profissionais do Mais Médicos

Projeção é que Taboão da Serra ainda receba neste mês mais 20 profissionais e que até 2024 o quadro chegue a 128; novos médicos fazem parte da Estratégia de Saúde da Família (ESF)

Matheus Herbert

Publicado em 04/12/2023 às 19:18

Atualizado em 04/12/2023 às 19:29

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Para apresentar os novos médicos, a prefeitura realizou um evento no auditório da TaboãoPrev, no Parque Pinheiros, na Grande São Paulo / Eduardo Toledo

O município de Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, ampliou o seu quadro de médicos com mais 54 servidores da saúde por meio do programa federal Mais Médicos. De acordo com a Administração, todos os novos profissionais irão fazer parte de um projeto focado na Estratégia de Saúde da Família (ESF). A projeção é que Taboão ainda receba neste mês mais 20 profissionais e que até 2024 o quadro chegue a 128. 

Para apresentar os novos médicos, a prefeitura realizou um evento no auditório da TaboãoPrev, no Parque Pinheiros. Para o mês de dezembro está prevista a chegada de mais 20 médicos, com um total de 74 até o fim deste ano. Em 2024, o número para concluir o quadro solicitado ao Ministério da Saúde deve ser de 128 médicos atuando em Taboão da Serra. A finalidade do programa é aumentar a cobertura médica da cidade. 

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“O nosso governo enfrentou dificuldades por conta da pandemia. Mas, somos o governo da reconstrução. Quero dar boas-vindas para os médicos que estão vindo reforçar a saúde de Taboão da Serra. É muito importante poder oferecer mudanças significativas, e com isso vamos reconstruindo e melhorando cada vez mais a área da saúde. Agradeço o presidente Lula por honrar o compromisso de trazer bem-estar à nossa cidade”, disse o chefe de executivo de Taboão da Serra, Aprígio (Podemos). 

Atuação com foco na família 

Os novos médicos fazem parte da Estratégia de Saúde da Família (ESF) - um conjunto de ações que promovem prevenção, diagnóstico, tratamento, redução de danos e vigilância na saúde. Hoje, Taboão da Serra conta com quatro Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que prestam esse atendimento à população. São elas: Jardim das Margaridas, Salete, Panorama e Record. 

“Isso é um marco para a saúde pública de Taboão, e devemos converter outras unidades também em Estratégia da Saúde da Família em breve. Até janeiro devemos transformar as UBSs do Santo Onofre, Silvio Sampaio, Parque Pinheiros, Clementino, Suiná, e assim por diante. A ideia é que possamos ampliar a cobertura as Saúde da Família”, disse o secretário de Saúde (SMS), José Alberto Tarifa.

Tarifa ainda explicou a especialidade dos profissionais. “São médicos generalistas que trabalham 40 horas semanais, com dedicação exclusiva. Eles ficarão a semana inteira na UBS e conhecerão as famílias em conjunto com os agentes comunitários e enfermeiros. Com a chegada destes profissionais a nossa capacidade de atendimento vai mais do que dobrar, então a gente vai ampliar o atendimento e a qualidade”, reforçou.

Alta procura em todo o País 

Na última semana, cerca de 3,5 mil médicos concluíram o curso de capacitação para trabalhar no Programa Mais Médicos. De acordo com o Ministério da Saúde, esta é a maior turma em formação desde o lançamento do programa, há 10 anos. Com a retomada da iniciativa, no primeiro semestre, foram 34 mil pedidos de inscrição, o maior número da história. O ministério acredita que, até o fim deste ano, 28 mil profissionais estarão atuando nos municípios. Atualmente, 20 mil estão alocados.  

O objetivo do Ministério da Saúde é ampliar ainda mais o programa. “No primeiro semestre já foi possível recompor o quantitativo de profissionais que estavam no programa ao longo do tempo. Ele vinha sendo bastante descaracterizado e, agora, nesse segundo semestre, estamos providenciando vagas novas. Vamos chegar a 28 mil médicos alocados até o final deste ano”, disse Felipe Proenço de Oliveira, secretário adjunto de Atenção Primária do Ministério da Saúde.

Importância do programa 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou em julho deste ano a lei do Programa Mais Médicos. A expectativa do governo é ampliar em 15 mil o número de médicos na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) ainda em 2023, por meio da Estratégia Nacional de Formação de Especialistas para a Saúde.  

Na ocasião, o presidente disse que o foco do programa são as regiões de maior vulnerabilidade. A nova edição do Mais Médicos prioriza a formação dos profissionais com mestrado e especialização. São oferecidos benefícios para os profissionais que atuarem em locais de difícil provimento. Há também a possibilidade de incentivos como liquidação de dívidas e reembolso de pagamentos feitos para o Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Pesquisa afirma que Trump tem 48% das intenções de voto nos EUA

Os resultados mostram que 48% dos entrevistados afirmaram que votariam em Trump

Esportes

Agora é oficial! Palmeiras recebe documento que garante título mundial

A entidade internacional indicou o título da Copa Rio conquistado em 1951 como a primeira versão do tradicional torneio de clubes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter