X

CASOS DE POLÍCIA DURANTE EVENTO

Parada LGBT+ 2024 registra queda em furtos em relação ao ano anterior

Oito pessoas foram presas por furto de celular; um homem também foi detido por furto de 179 cartões bancários e quatro máquinas de cartões

Lucas Souza

Publicado em 03/06/2024 às 16:00

Atualizado em 03/06/2024 às 16:36

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Parada LGBT+ 2024 registra queda em furtos e roubos em relação ao ano anterior / Rovena Rosa/Agência Brasil

A Parada LGBTQIA+, que aconteceu neste domingo (02/06), em São Paulo, registrou 255 casos de furto e 18 de roubo. Em ambos os casos, os números demonstraram uma queda em comparação com o ano anterior.

Queda dos números

Confira os números de furtos registrados no evento, em 2024 e 2023, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

  • 2023: 342 casos de furtos registrados
  • 2024: 255 casos de furtos registrados

Confira os números de roubos registrados no evento, em 2024 e 2023, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

  • 2023: 36 casos de roubos foram registrados
  • 2024: 18 casos de roubos foram registrados

Furtos

Um homem de 41 anos foi preso com 179 cartões bancários furtados e quatro máquinas de cartões. O suspeito foi levado ao 78º Distrito Policial acompanhado dos objetos apreendidos.

Um trio, formado por um homem e duas mulheres, foi preso por furtar dez celulares durante o evento. A ação foi protagonizada por policiais à paisana, na Praça Roosevelt, que flagraram o ato.

Já na delegacia, os policiais descobriram que uma das suspeitas era procurada em Goiás. A descoberta aconteceu porque a mulher entregou um documento falso aos policiais.

O caso foi registrado na Delegacia de Repressão aos Crimes Raciais, Contra a Diversidade Sexual e de Gênero e outros Delitos de Intolerância (Decradi) como furto, receptação e captura de procurado.

Outro grupo de cinco pessoas foi preso durante a Parada LGBTQIA+. Os elementos foram abordados após atitude suspeita e, durante procura, foram encontrados cinco celulares em posse do grupo.

O caso foi registrado como furto no Decradi, segundo informações do “G1”.

*Texto sob supervisão de Diogo Mesquita

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PRAIAS ESCONDIDAS

5 praias menos movimentadas do Guarujá para relaxar

Muito procurada pelos turistas, a cidade do Guarujá também possui praias menos exploradas para quem quer mais privacidade

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

Melhor cidade para envelhecer fica na Grande SP; confira ranking

De acordo com dados do Censo Demográfico 2022, o número de pessoas com 65 anos no País aumentou mais de 57% nos últimos 12 anos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter